Truck

Melhor colocado no grid, Giaffone sai em vantagem na etapa que define campeão brasileiro da Copa Truck

Segundo no grid de largada, Felipe Giaffone iniciou a briga pelo título um passo à frente dos outros cinco concorrentes. A promessa, porém, é de uma disputa acirrada pelo troféu de campeão nacional da Copa Truck
Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de Curitiba
 Felipe Giaffone larga na frente entre os candidatos ao título (Foto: Duda Bairros)
Depois de oito etapas e quatro copas regionais, chegou o dia da Grande Final. Neste domingo (2), em Curitiba (PR), vamos conhecer o campeão brasileiro da Copa Truck, categoria que faz sua segunda temporada neste ano de 2018.
 
Seis pilotos se credenciaram para a disputa de logo mais: André Marques, Roberval Andrade, Felipe Giaffone, Wellington Cirino, Renato Martins e Giuliano Losacco.
 
A considerar os treinos classificatórios e o grid de largada para a primeira corrida, Felipe Giaffone aparece um passo à frente dos demais. Segundo no grid, só atrás do pole Danilo Dirani, o piloto da Volkswagen foi o melhor entre os seis postulantes ao título máximo da categoria e vai iniciar a primeira corrida no autódromo de Curitiba em vantagem. 
Felipe Giaffone (Foto: Duda Bairros)
"Não deu para pegar o Dirani, ele estava um nível acima, mas foi importante ficar na frente principalmente dos outros finalistas", analisou Giaffone. 
 
Terceiro no grid, Andrade mostrou força na tomada de tempo e ficou bem perto do tempo de Giaffone. E uma posição à frente de outro forte concorrente, Wellington Cirino.
 
O representante da Scania prevê uma briga boa pela frente. "Estava torcendo pela chuva, mas o caminhão está bem equilibrado para as corridas. Será uma briga de foice com o Giaffone e o Cirino, não tenho dúvidas", destacou Roberval.
Roberval Andrade (Foto: Duda Bairros)
Cirino, que abre a segunda fila, não ficou muito contente com o treino classificatório. Na sexta e no próprio sábado, o piloto paranaense sofreu com a busca do melhor acerto. 
 
"A gente vai focar muito na resistência dos caminhões. Tivemos treinos tumultuados mas estamos largando bem. Se tivéssemos mais oportunidade dava para melhorar mais. Agora é focar em uma boa largada para manter o ritmo forte do início ao fim. E, durante a prova, vamos trabalhar em equipe", comentou Cirino.
Wellington Cirino (Foto: Duda Bairros)
O companheiro de equipe André Marques também não estava tão contente com o sexto lugar. "O treino não foi exatamente o que a gente esperava, testamos um acerto diferente que não deu certo. Hoje não tem remédio, é ir para cima. Estamos largando da terceira fila e nada está perdido", resumiu Marques, o líder do ranking.
 
Renato Martins terá de remar muito para brigar com os demais pilotos, já que parte da nona colocação. Giuliano Losacco também não terá vida fácil. O representante da Iveco parte da 11ª colocação. 
 
A largada da primeira corrida da Grande Final tem início às 13h02 (horário de Brasília).