Truck

Na estreia pela Volkswagen, Monteiro segura Totti e vence primeira corrida de 2019 da Copa Truck em Goiânia

Beto Monteiro, agora de caminhão Volkswagen, faturou a primeira corrida da temporada 2019 da Copa Truck, depois de vencer duelo com Leandro Totti, o segundo colocado. André Marques completou o pódio

Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
E deu Beto Monteiro na primeira corrida da Copa Truck em 2019. Em sua estreia pela Volkswagen, o experiente piloto segurou os ataques de Leandro Totti e venceu a primeira corrida do dia em Goiânia.
 
O #88 recebeu a quadriculada com 0s695 de vantagem para Totti, que fez boa prova com seu Mercedes. André Marques foi o terceiro, após superar Felipe Giaffone no fim. Já o novo piloto da Iveco, mesmo largando na pole, não conseguiu acompanhar o ritmo do vencedor.

Com seu novo Mercedes, Roberval Andrade terminou em quinto lugar, com Adalberto Jardim, o melhor Ford, em sexto. Luiz Carlos Zapellini foi o sétimo, com o piloto goiano Rogério Castro em oitavo. 
 
Débora Rodrigues, em sua estreia pela Mercedes, ficou em nono lugar e Luiz Lopes fechou em décimo.
Pódio da primeira corrida em Goiânia (Foto: Vanderley Soares)
Saiba como foi a etapa de Goiânia da Copa Truck
 
Veio o sinal verde e o pole-position Felipe Giaffone contornou a curva 1 na frente, apesar do calor de Leandro Totti. Paulo Salustiano largou bem e pulou para terceiro, seguido de Beto Monteiro. André Marques aparecia em quinto, trazendo Wellington Cirino, que acabou caindo para sexto.
 
Totti acabou tocando Giaffone no fim da reta e deixou o Iveco do líder sem a cobertura do pneus traseiro. Com isso, o #73 perdeu a posição para Salustiano e Monteiro.
E não demorou para Salustiano partir para cima do Giaffone e assumir a liderança. Beto Monteiro pegou carona e foi para segundo. Totti fez o mesmo, colocando o #4 em quarto.
 
Então, o #88 foi para cima e ultrapassou Salu, que acabou recolhendo para os boxes com problemas no motor de seu Volkswagen. Cirino, porém, nem sequer conseguiu ir aos boxes e ficou parado na pista. Minutos depois, entretanto, conseguiu levar seu Mercedes para a garagem.
 
Com cinco voltas completadas, os dez primeiros eram Monteiro, Totti, Giaffone, Marques, Andrade, Jardim, Zapellini, Martins, Castro e Boessio.
 
Monteiro vinha na frente com mais de 1s de vantagem para Totti. Já 7s atrás, Giaffone tentava se segurar dos ataques de André Marques, que vinha pressionando bastante. Mais atrás, Débora Rodrigues, que largou na 21ª posição, vinha em boa prova de recuperação e aparecia em 12º.
 
Na frente, Totti reduzia a vantagem para 0s612 e dava sinais de que ia atacar o líder. Enquanto isso, a briga pelo terceiro lugar seguia a todo vapor, com Marques buscando o melhor espaço para a ultrapassagem. Só que Giaffone se defendia muito bem. Mas, na volta 11, a insistência de Marques deu resultado. Por fora, superou Giaffone no final da curva 1 e assumiu a terceira posição. Roberval Andrade aproveitou a deixa e também ultrapassou Giaffone, que caiu para quinto. Mas, na volta seguinte, o #4 retomou a posição.
 
Na frente, Monteiro administrou bem a vantagem e venceu a primeira corrida do ano. A primeira com seu novo caminhão Volkswagen.