Acidente em Talladega tira Earnhardt Jr. das próximas 2 etapas da Nascar. Smith é substituto

Dale Earnhardt Jr. foi diagnosticado com uma concussão cerebral após o acidente na última volta da etapa de Talladega. Por isso, o americano ficará de fora das corridas do Kansas e de Charlotte da categoria

Piloto mais popular da Nascar, Dale Earnhardt Jr. está fora das próximas duas etapas da categoria. O americano foi diagnosticado com uma concussão cerebral após o acidente da última volta em Talladega, no último domingo, quando 25 carros se envolveram no enrosco, e não foi liberado pelos médicos. Assim, Regan Smith será o substituto.

O piloto fez o anuncio nesta quinta-feira (11), em uma entrevista coletiva. No evento, Dale Jr. explicou que já não se sentia bem desde um acidente durante um treino. “Nós tivemos um teste no Kansas, cinco semanas atrás, e tivemos um pneu furado na curva 1. Eu me lembro de tudo antes e depois do acidente, mas sabia que eu não me sentia bem. Você conhece seu corpo e sua mente e sabe que alguma coisa não está certa. Mesmo assim decidi continuar”, declarou.

Apesar da pancada, o americano afirmou que decidiu continuar a competir, tanto que começou a última corrida sem sentir mais nada. “No início do Chase eu estava 80% ou 90% bem e na etapa de Talladega eu já me sentia 100%. Então tivemos o acidente no final da corrida, onde me tocaram, eu rodei muito rapidamente, e aquilo me desorientou. Eu sabia que tinha piorado um pouco e percebi que tinha me machucado novamente”, disse.

Dale Earnhardt Jr. está fora das duas próximas etapas da Nascar (Foto: Nascar)

Earnhardt contou, ainda, que três dias após a prova ainda seguia com dores, por isso resolveu procurar um médico. “Na quarta-feira, eu ainda estava com alguma dor de cabeça, mas esse era o único sintoma que eu tinha. Então eu liguei para minha irmã e decidimos ir a um neurocirurgião, o Dr. Petty. Eu encontrei com ele, fiz alguns exames, mas tudo parecia bem. Eu fui honesto com ele em como me sentia e tudo o que aconteceu desde o Kansas”, continuou.

Após os exames, o médico afirmou que não poderia liberá-lo para voltar a correr, já que ainda sentia dores de cabeça. Somente quando esse sintoma passar é que o americano poderá cogitar voltar às competições. Mesmo que isso signifique o fim das chances de título de Junior em 2012, o piloto afirmou que apoia completamente a decisão médica.

“Ele passou a noite pensando sobre o que havíamos falado e vendo todos os exames de quarta-feira, mas não pôde me liberar para correr. Eu confio na opinião dele, e é por isso que eu fui vê-lo. Ele tem sido um bom amigo e já me ajudou muito antes, então eu acredito quando ele me diz que não devo estar em um carro e preciso tirar algumas semanas para descansar”, encerrou.

Earnhardt Jr. é um dos doze pilotos participantes do Chase e atualmente ocupa a 11ª colocação na tabela, com 49 de déficit para o líder, Brad Keselowski. O americano ficará de fora das etapas de Charlotte e, coincidentemente, do Kansas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube