Turismo

Andrea Mamé, piloto italiano do Lamborghini Super Trofeo, morre após grave acidente em Paul Ricard

Uma nova tragédia no automobilismo aconteceu na manhã deste último dia de junho. Andrea Mamé, gentleman-driver italiano de 41 anos, se envolveu num engavetamento com outros quatro pilotos no começo da primeira corrida do domingo (30) em Paul Ricard e morreu em razão dos ferimentos
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Vinheta Turismo

O triste mês de junho para o esporte a motor se encerra neste domingo (30) com outro acidente fatal. Logo na primeira corrida do dia do Lamborghini Super Trofeo, em Paul Ricard, tradicional circuito francês, Andrea Mamé se envolveu num engavetamento com outros quatro pilotos, que também ficaram feridos, porém com menor gravidade. O piloto milanês, de 41 anos, foi removido ao centro médico, mas não resistiu aos graves ferimentos e morreu minutos depois.

Gentleman-driver e empresário em Milão, Mamé pilotava um Lamborghini Gallardo #11 da equipe Bonaldi em parceria com o também italiano Mirko Zanardini. O piloto tinha experiência no rali e também em carros de turismo, disputando principalmente provas no endurance. No Lamborghini Super Trofeo desta temporada, Mamé ocupava a segunda colocação na classificação da categoria AM, destinada a pilotos amadores.

A morte de Mamé encerra um mês bastante trágico para o esporte a motor. No dia 12, Jason Leffler, piloto da Nascar, morreu após sofrer um grave acidente quando disputava uma corrida num oval de terra em Nova Jersey.

Aos 41, Andrea Mamé morreu após grave acidente em Paul Ricard (Foto: Andrea Mamé/Facebook)

No sábado passado, nas 24 Horas de Le Mans, Allan Simonsen não resistiu ao impacto lateral do seu Aston Martin e morreu depois de ter batido na terceira volta da corrida em Sarthe. Um dia depois, Cristiano Ferreira, o ‘Padeiro’, de 29 anos, perdeu a vida durante uma etapa da GP Light, categoria da Moto 1000 GP, em Interlagos, após ter perdido o controle da sua moto e, na sequência, ter sido atropelado por outro competidor.

E na segunda-feira, o ucraniano Vadym Nesterchuk, de 42 anos, foi encontrado morto em Liwa Oasis, nos Emirados Árabes, onde treinava para o Rali Rota da Seda, na Rússia. O piloto, com experiência no Dakar, tentou chegar a pé a um vilarejo para buscar socorro após seu carro ficar atolado na areia perto de Abu Dhabi. Mas o ucraniano não suportou o calor de mais de 50ºC e morreu por desidratação.

Por meio de um comunicado, a SRO, empresa que promove a categoria, expressou seu pesar pela morte trágica de Mamé em Paul Ricard nesta manhã. “É com grande tristeza que a Blancpain e a SRO confirmam a trágica morte de Andrea Mamé, quando seu Lamborghini #11 se envolveu numa múltipla colisão na largada da corrida do Lamborghini Blancpain Super Trofeo nesta manhã. Apesar de todos os esforços dos serviços de emergência, que prestaram socorro imediatamente, seus ferimentos foram fatais. Seus parentes mais próximos já foram informados.”

“Os dois Lamborghini, #24 e #125 da Blancpain Racing, guiados por Marc Hayek, Peter Kox, Albert von Thurn und Taxis, Stefan Rosina e Jos Menten, não vão participar da corrida do Blancpain Endurance Series nesta tarde. Marc Hayek, presidente e diretor-executivo da Blancpain, e Stéphane Ratel, fundador e diretor-executivo da SRO e suas equipes, todos desejam expressar suas condolências à família de Andrea e aos seus muitos amigos neste momento extremamente difícil”, acrescentou a nota.

A Lamborghini também confirmou a morte do piloto e emitiu um comunicado à imprensa, onde presta solidariedade à família e também à equipe de Mamé. “É com grande pesar que o Automobili Lamborghini confirmou que um acidente fatal ocorreu ao piloto Andrea Mamé na primeira corrida da Lamborghini Blancpain Super Trofeo em Paul Ricard, esta manhã.”

“Imediatamente após o início da primeira corrida, às 9h20 (4h20 de Brasília) desta manhã, um grave acidente na primeira volta envolveu cinco competidores e levou à interrupção da corrida com bandeira vermelha. Médicos e equipes de segurança viajaram imediatamente para o local para tratar dos carros envolvidos. Todos os cinco pilotos foram levados ao centro médico para avaliação”, explicou a montadora italiana.

“O piloto Andrea Mamé, do carro nº 11, sofreu ferimentos graves e morreu pouco depois, apesar de toda assistência médica de emergência prestada a qual foi submetido no centro médico. Em nome do Automobili Lamborghini, o presidente e diretor-executivo Stephan Winkelmann expressou suas condolências e as condolências de toda a empresa à família e à equipe de Andrea”, diz o comunicado.

“O Automobili Lamborghini vai trabalhar com o circuito e com a SRO para investigar completamente o incidente em todos os seus aspectos. Uma outra comunicação, com uma atualização a respeito dos outros pilotos envolvidos no acidente, será divulgada no seu devido tempo”, finalizou.