Após perder Simona, HVM deve disputar temporada 2013 do Mundial de Endurance, diz emissora

Ketih Wiggins, chefe de equipe da HVM, afirmou que deve inscrever um carro na categoria LMP2 da temporada 2012 do Mundial de Endurance. O dirigente, no entanto, não disse se planeja deixar a Indy

Depois de perder Simona de Silvestro para a KV, a HVM deve ter novidades para a temporada 2013. Além de encontrar um substituto para a pilota suíça, a equipe americana também vai disputar o Mundial de Endurance, na categoria LMP2, é o que afirma o canal americano Speed.

O chefe da equipe, Keith Wiggins, afirmou que o momento de incertezas da Indy – que acaba de demitir Randy Bernard – faz com que as escuderias procurem expandir para outros campeonatos para não ficarem à mercê do torneio norte-americano.

“Para ser honesto, com a instabilidade da Indy, ter todos os seus ovos em uma só cesta é sempre um risco, a menos que você possa inscrever mais de um carro. A realidade é que é tão difícil tentar fazer todas as coisas darem certo, que é complicado manter o foco”, declarou.

A HVM pode disputar o WEC em 2013.(Foto: Rodrigo Berton / Agência Warm Up)

Wiggins afirmou que a HVM já negociou para participar das corridas de longa duração, mas somente agora reuniu as chances para expandir a equipe. “Nós não colocamos muito foco no programa de endurance. Falamos sobre isso, mas não fizemos muita coisa. Mas isso mudou agora. O programa da Indy está bem, então temos a oportunidade de fazer isso. Vamos nos concentrar nisso nesse mês”, disse.

Outra categoria que a escuderia está de olho é a ALMS, onde pode competir na divisão LMPC. Apesar disso, o chefe do time afirmou que a mudança no regulamento de 2014, quando haverá a unificação dos campeonatos de endurance dos Estados Unidos, é um obstáculo para se juntar ao certame.

“Nós estamos interessados na ALMS, mas há um monte de coisas que precisam ser definidas para 2014. Nesse momento, não é a hora certa para comprarmos um monte de equipamento para uma categoria e não saber se poderemos utilizá-lo no próximo ano”, explicou.

“O WEC obviamente está crescendo e praticamente já está definido. De um ponto de vista do marketing e dos patrocinadores, é um campeonato mundial, o que é bom. Mas nós queremos muito manter nossa relação com a ALMS e manter o olho nisso”, acrescentou o dirigente.

A HVM afirmou que ainda está estudando pilotos interessados a participar do WEC, além de definir qual carro vai usar. Wiggins confirmou que a equipe estuda inscrever um HPD, embora também cogite competir com um Lola.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube