Devido a prejuízo nas últimas edições, Nationwide não corre em Montreal em 2013

Os organizadores da etapa canadense teriam pedido uma etapa da principal divisão da Nascar ou a realização da corrida da Nationwide às 9h da manhã do domingo, o que não foi atendido pela categoria americana

Os organizadores da etapa de Montreal anunciaram que a Nationwide não vai retornar à pista em 2013. A corrida canadense aconteceu por seis temporadas, porém deixa o calendário, já que gerava prejuízo. O promotor da prova, François Dumontier, lamentou a decisão, mas admitiu que não tinha como continuar com a etapa, pois perdia dinheiro a cada edição.

“Foi uma decisão muito difícil de tomar”, disse o dirigente. “Ano após anos, com grande entusiasmo, nossa equipe investiu corpo e alma para garantir o sucesso do final de semana da Nascar no Circuit Gilles Villeneuve. Mas sob a organização anterior e com a nossa, em 2012, o evento continuou não dando lucro, por isso precisamos ser realistas e concluir que a Nascar no nosso evento não teve o apelo necessário para gerar o retorno financeiro”, declarou.

A etapa de 2010 teve Boris Said conseguindo ultrapassar Max Papis na linha de chegada, literalmente (Foto: Nascar)

Para tentar salvar a corrida, Dumontier teria exigido uma etapa da principal divisão da Nascar em 2013 ou que a corrida da Nationwide fosse realizada às 9h da manhã do domingo. A categoria americana recusou a proposta, o que significou o fim da corrida de Montreal.

“Eu preciso admitir que a resposta final da Nascar foi extremamente desapontadora. Nós entendemos o quão difícil é modificar o calendário da categoria, mas ainda acreditamos que merecíamos uma consideração maior. Especialmente porque sempre ouvimos da Nascar que o evento em Montreal era muito importante para eles”, reclamou o promotor.

Dumontier disse, ainda, que caso a proposta de  trazer uma corrida da principal divisão ao Canadá fosse aceita ela teria uma resposta bastante positiva do público. “Continuamos convencidos de que a presença da Nascar teria trazido um público maior, já que nossa pista sempre tem corridas especulares e o seu sucesso antecipado teria oferecido um reconhecimento internacional para a corrida e para a Nascar”, encerrou.

Dumontier é o presidente da empresa Octane Management, que também é responsável pelo GP do Canadá da F1 e da corrida de Edmonton da Indy, sendo que esta última também não vai acontecer em 2013. Em setembro, a Octane pediu falência, com dívidas de cerca de US$ 5 milhões.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube