DTM exclui etapa da Espanha e divulga calendário da temporada de 2013 com dez corridas

Quatro das dez etapas do Campeonato Alemão de Turismo serão disputadas fora do seu país de origem. A data de 29 de setembro, que estava reservada para uma prova na Espanha foi suprimida pela organização da categoria

Faltando pouco menos de seis meses para o início da temporada 2013 do DTM, a categoria anunciou, nesta quarta-feira, a reorganização do calendário. Na prévia divulgada pela organização do Campeonato Alemão de Turismo, no fim de outubro, estavam previstas 11 etapas, sendo que a penúltima delas, reservada para 29 de setembro, seria realizada na Espanha, restando a definição do circuito. Contudo, o DTM decidiu suprimir a etapa ibérica do calendário, que terá dez provas, mesmo número de 2012.

Dessa forma, a temporada será cerca de um mês mais curta em relação ao primeiro calendário de 2013, divulgado pelo DTM. A etapa final, que estava marcada para o circuito de Hockenheim para 20 de outubro, foi reagendada para 15 de setembro. Mas a grande novidade prevista para o próximo ano segue intocável: o novíssimo circuito de Moscou vai receber uma etapa da categoria entre os dias 2 e 4 de agosto.

A temporada 2013 do DTM terá pouco mais de quatro meses de duração (Foto: DTM/Divulgação)

O cronograma das oito primeiras provas do calendário não sofreu alteração em relação à prévia divulgada em outubro. Assim, Hockenheim abre a temporada em 5 de maio. Na sequência, o DTM disputa duas provas fora da Alemanha: Brands Hatch, em 19 do mesmo mês, e no Red Bull Ring, na Áustria, duas semanas depois.

O DTM volta à sua terra de origem para mais duas etapas: Lausitzring, no dia 16 de junho, e nas ruas de Nuremberg, em Norisring, em 7 de julho. Duas semanas depois, a categoria inicia nova excursão pera Europa. Começando por Zandvoort, na Holanda e, no dia 4 de agosto, finalmente aterrissa em Moscou. A única etapa do DTM no tradicional circuito de Nürburgring acontece 15 dias depois da prova na Rússia.

Aí é que entra a grande alteração. Com a retirada da etapa espanhola, a organização do DTM abriu nova data no calendário: 1º de setembro, e realocou para este dia a etapa em Oschersleben. Duas semanas depois, a categoria encerra a temporada 2013 no mesmo palco da abertura: Hockenheim.

O presidente do DTM, Hans Werner Aufrecht, entende que a compactação do calendário será benéfica para a categoria. O dirigente agradeceu Valência e seus promotores pelos anos de serviços prestados. “Nós estamos oferecendo aos nossos fãs um pacote mais compacto. Entre maio e o meio de setembro, o DTM vai correr a cada duas semanas e proporcionará aos espectadores uma categoria de ponta.”

Aufrecht deixou claro que a ida do DTM para Moscou tem relação direta com a questão financeira. Ao mesmo tempo em que a Rússia é uma das nações mais promissoras da atualidade, a Espanha segue em baixa, com grave crise econômica e taxa de desemprego altíssima. “No caminho da internacionalização, estamos muito ansiosos pelo novo e extremamente atraídos pelo mercado na Rússia. Um mercado tão atrativo nos permitiu abortar a etapa da Espanha por essa corrida. Mas eu gostaria de agradecer nossos parceiros em Valência pela boa cooperação nos últimos anos.”

DTM, calendário 2013 (sujeito à aprovação da FIA):

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube