DTM: Farfus minimiza 17º lugar e mostra confiança para sequência do fim de semana na Holanda

O resultado na folha de tempos pode não ser dos melhores, mas Augusto Farfus Jr. não parece preocupado com o 17º lugar obtido nesta sexta-feira na Holanda. O brasileiro culpou o pouco tempo que teve de pista pelo tempo de hoje, mas ressaltou que não teve problemas e afirmou que espera crescer neste sábado

Com pouco tempo para treinar nesta sexta-feira (24) em Zandvoort, na Holanda, Augusto Farfus lamentou a dificuldade que encontrou para acertar o carro para a sétima etapa da temporada do DTM. O brasileiro terminou o dia de treinos apenas na 17ª colocação.

Há cinco anos sem participar de uma corrida no histórico circuito holandês, Farfus registrou como melhor volta no único treino livre realizado hoje a marca de 1min35s076, 1s6 mais lenta que a do líder, o inglês Jamie Green. Mesmo assim, o piloto demonstrou certo otimismo e confiança em um resultado melhor nos próximos dias.

Augusto Farfus se mostrou tranquilo, apesar do 17º lugar no treino (Foto: BMW)

“Foi um dia difícil”, avaliou, “já que não tivemos tempo suficiente para encontrar o melhor acerto do equipamento em função de um acidente nos boxes. Tivemos apenas 45 minutos de treino e me preocupei em me adaptar à pista novamente”. O motivo desse tempo reduzido foi um incidente que aconteceu nos boxes com Ralf Schumacher, que viu sua asa traseira se desprender e atingir quatro mecânicos.

“Não tivemos nenhum tipo de problema no carro e não usei pneus novos. Por isso, acredito que teremos um bom resultado nos treinos de amanhã”, completou Farfus.

O brasileiro ocupa a décima posição no campeonato do DTM e é o melhor entre os que estreiam no certame neste ano de 2012. Em seis provas, Farfus pontuou em três delas, totalizando 17 pontos. No último domingo (19), em Nürburgring, na Alemanha, ele foi o décimo colocado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube