GT Series: Rast e Mayr-Melnhof lideram trifeta da Audi em Nogaro. Cacá e Khodair terminam em 10º

Debaixo de muita chuva, a Audi deu as cartas na principal corrida do fim de semana de abertura da temporada 2013 do GT Series no circuito de Nogaro. René Rast e Niklaus Mayr-Melnhof venceram a prova nesta segunda-feira. Cacá Bueno e Allam Khodair foram os melhores brasileiros e terminaram em décimo lugar


A Audi foi a grande vencedora do fim de semana de abertura da temporada 2013 do GT Series. Nesta segunda-feira (1), feriado na Europa, a montadora alemã deu um show debaixo de uma forte chuva no circuito francês de Nogaro e conquistou as três primeiras posições da principal corrida da rodada. Correndo pela classe Pro-Am Cup, René Rast e Niklaus Mayr-Melnhof, do Belgian Audi Club WRT, venceram a disputa na classificação geral com o R8 LMS Ultra. 

O pódio foi completado por outras duas duplas da WRT: o conjunto formado por Edward Sändström e Frank Stippler, depois de iniciar a corrida em penúltimo, fechou em segundo, enquanto Stéphane Ortelli e Laurens Vanthoor fecharam o top-3 após conquistarem muitas posições nas últimas voltas.

A disputa pela vitória foi protagonizada pelo Audi #12 de Rast/Mayr-Melnhof e o McLaren MP4-12C de Sébastien Loeb e Álvaro Parente. No entanto, ao entrar no pit-lane e fazer seu pit-stop, Loeb cometeu um erro e soltou o cinto de segurança do seu carro antes de parar para entregar a condução do bólido a Parente. Assim, o duo luso-francês foi punido com um drive-through e perdeu a chance de brigar pelo pódio em Nogaro, terminando em sexto.

Cacá Bueno e Allam Khodair foram os brasileiros que obtiveram a melhor colocação no circuito francês. O duo do BMW Team Brasil cruzou a linha de chegada em décimo lugar, enquanto a dupla formada por Ricardo Zonta e Sergio Jimenez, também da BMW, fechou em 13º. Matheus Stumpf e Claudio Ricci, com um Ford GT da equipe lusa Rodrive, terminaram em 15º, enquanto Raijan Mascarello e Felipe Tozzo, também da Rodrive, finalizaram a prova na 22ª e última posição.
A Audi de Rast e Mayr-Melnhof foi a grande vencedora em Nogaro (Foto: Vimages/Fabre)

Saiba como foi a corrida principal da etapa de Nogaro do GT Series

A corrida iniciada com bandeira amarela, com os pilotos devidamente posicionados atrás do safety-car por conta do aguaceiro que despencou em Nogaro durante toda a manhã, deixando a pista bastante encharcada. Cacá Bueno abriu a corrida no Z4 #0 em sétimo, com Ricardo Zonta partindo da oitava colocação, Stumpf em nono e seu companheiro de equipe na Rodrive, Raijan Mascarello, em 17º com um Ford GT. A pole foi de Sébastien Loeb e seu McLaren MP4-12C.

A bandeira verde foi acionada na segunda volta, e a corrida começou de maneira propriamente dita, mas sem grandes problemas na largada, já que os 22 pilotos do grid optaram por uma partida mais cautelosa. Assim, as primeiras posições do grid foram mantidas, com Loeb na frente, seguido pelo austríaco Niklaus Mayr-Melnhof e seu Audi.

Karun Chandhok, que largou na sexta posição com seu Mercedes, tinha um desempenho bastante ruim na chuva e despencou para a última colocação. Em contrapartida, Andreas Züber aproveitava bem o rendimento do seu McLaren no molhado e ganhava muitas posições, subindo de décimo para sétimo, ultrapassando, inclusive, Stumpf e Zonta.

Enquanto Züber tentava se aproximar de Cacá Bueno na disputa pelo sexto lugar, Loeb abria pouca vantagem na liderança para Mayr-Melnhof. Mais atrás, Zonta, que brigava pelo oitavo lugar com Sergey Afanasiev, da Gravity, foi tocado, devolveu e tocou no Mercedes SLS AMG do russo, que só parou na grama molhada de Nogaro. 

Com problemas, o conjunto brasileiro da BMW #21 foi superado por Stumpf, Dominik Baumann — piloto da Grässer, com um Lamborghini Gallardo LP600 + — e Stéphane Ortelli e seu Audi R8 LMS da equipe belga WRT.

Por conta da pista bastante molhada, Mascarello perdeu o controle do seu Ford GT, escapou e ficou parado na brita, levando tempo para retornar à prova, perdendo uma volta em relação ao líder Loeb. Zonta vinha enfrentando dificuldades para se manter na pista de maneira competitiva e estava perdendo posições na corrida, caindo para 13º. Enquanto isso, Afanasiev era punido com um drive-through.
A dupla Stippler/Sändström largou em penúltimo, mas terminou em segundo (Foto: Vimages/Fabre)

Aí, com 25 minutos de corrida, abriu-se a janela para pit-stop, usada pelas equipes para trocar pneus e também trocar seus pilotos. Antes da parada, contudo, Stumpf, que vinha bem, em sétimo, rodou na pista molhada e acabou perdendo preciosas posições antes de entregar a condução do Ford GT #7 para Claudio Ricci.

Loeb parou uma volta antes de Mayr-Melnhof e passou o McLaren MP4-12C #9 para o luso Álvaro Parente. No giro seguinte, foi a vez do austríaco ir aos boxes para dar lugar a René Rast, que era uma aposta da equipe WRT para vencer a corrida. A Audi fez um melhor trabalho na troca de pneus e de pilotos e conseguiu colocar Rast logo à frente de Parente, tornando a disputa pela vitória bastante empolgante.

Embora desse a impressão de que a McLaren tinha ritmo melhor no molhado, Parente se afobou ao tentar passar Rast e tocou no Audi do alemão, que rodou. O português assumiu a liderança após a manobra polêmica, enquanto o adversário vinha logo atrás, em segundo, piscando farol e lutando para diminuir a diferença para o McLaren do português.

O terceiro lugar era do israelense Alon Day e seu Mercedes SLS AMG da equipe Gravity-Charouz. Os brasileiros enfrentavam dificuldades na pista. Khodair, que assumiu a condução do Z4 #0 no lugar de Cacá Bueno, era o nono colocado, logo à frente da McLaren de Mike Parisy, companheiro de equipe de Züber. Jimenez, que assumiu o lugar de Zonta no BMW #21, vinha em 13º, e Ricci, que substituiu Stumpf, vinha em 15º.

Faltando 12 minutos para o fim da corrida, Rast tinha rendimento muito melhor em relação a Parente e estava a apenas 0s576 do português, indicando que poderia voltar a lutar pela vitória na principal prova do fim de semana na França. A luta pelo terceiro lugar também era empolgante. Edward Sändström, da WRT Audi, realizou uma bela manobra e ultrapassou, por dentro, o Mercedes de Alon Day.

Com menos de dez minutos para o encerramento da prova, a direção de prova puniu o conjunto Loeb/Parente com um drive-through. A punição ocorreu não pelo incidente entre o luso e René Rast, mas sim porque Loeb soltou o cinto de segurança antes de parar nos pits, o que é contra o regulamento. Assim, por conta de um erro do multicampeão Loeb, o caminho ficou livre para a vitória de Rast em Nogaro. Parente ainda conseguiu voltar na quinta colocação. O segundo lugar foi herdado por Sändström.

Parente caiu para sexto ao ser superado também pelo Audi R8 de Vanthoor. A marca das quatro argolas realmente tinha o melhor ritmo de corrida na pista molhada de Nogaro. Tanto que Vanthoor, em poucas voltas, ultrapassou o outro Audi, de Enzo Ide, e partiu para cima de Alon Day, conseguindo mais uma posição, subindo para terceiro.

Assim, a Audi WRT conquistou as três primeiras colocações da principal corrida do fim de semana em Nogaro. René Rast cruzou a linha de chegada na frente, seguido por Sändström após ter largado na penúltima colocação do grid de largada. Vanthoor completou a trifeta da marca alemã e terminou em terceiro. Alon Day figurou em quarto, seguido por Enzo Ide.

Parceiro de Cacá, Khodair cruzou a linha de chegada em décimo, três posições à frente de Jimenez, também do BMW Team Brasil. Claudio Ricci foi o 15º colocado, enquanto Felipe Tozzo, que substituiu Raijan Mascarello, fechou em 22º e último posicionado no tradicional circuito de Nogaro.

A próxima etapa do GT Series será disputada entre 20 e 21 de abril em Zolder, na Bélgica.

GT Series, Nogaro, corrida principal, final:
1 René RAST
Niklaus MAYR-MELNHOF
ALE
AUT
Belgian Audi Club Team WRT
Audi R8 LMS Ultra
35 voltas      
 
2 Frank STIPPLER
Edward SANDSTRÖM
ALE
SUE
Belgian Audi Club Team WRT
Audi R8 LMS Ultra
+11.950      
 
3 Stéphane ORTELLI
Laurens VANTHOOR
FRA
BEL
Belgian Audi Club Team WRT
Audi R8 LMS Ultra
+19.991      
 
4 Maximilian BUHK
Alon DAY
ALE
ISR
HTP Gravity Charouz
Mercedes SLS AMG GT3
+20.900      
 
5 Anthony KUMPEN
Enzo IDE
BEL
BEL
Phoenix Racing
Audi R8 LMS Ultra
+22.035      
 
6 Sébastien LOEB
Alvaro PARENTE
FRA
POR
Sébastien Loeb Racing
McLaren MP4-12C GT3
+22.985      
 
7 César CAMPANIÇO
Carlos VIEIRA
POR
POR
Team Novadriver
Audi R8 LMS Ultra
+27.198      
 
8 Lucas ORDOÑEZ
Alex BUNCOMBE
ESP
ING
Nissan GT Academy Team
Nissan GT-R GT3
+30.587      
 
9 Hari PROCZYK
Dominik BAUMANN
ALE
AUT
Grässer Racing
Lamborghini Gallardo LP600+
+43.388      
 
10 Cacá BUENO
Allam KHODAIR
BRA
BRA
BMW Team Brasil
BMW Z4 GT3
+46.549      
 
11 Karun CHANDHOK
Jan SEYFFARTH
IND
ALE
Seyffarth Motorsport
Mercedes SLS AMG GT3
+47.006      
 
12 Andreas ZÜBER
Mike PARISY
AUT
FRA
Sébastien Loeb Racing
McLaren MP4-12C GT3
+48.357      
 
13 Sergio JIMENEZ
Ricardo ZONTA
BRA
BRA
BMW Team Brasil
BMW Z4 GT3
+1:05.531      
 
14 Mark SHULZHITSKIY
Wolfgang REIP
RUS
BEL
Nissan GT Academy Team
Nissan GT-R GT3
+1:20.461      
 
15 Matheus STUMPF
Claudio RICCI
BRA
BRA
Rodrive Competições
Ford GT
+1:27.110      
 
16 Sergey AFANASIEV
Allan SIMONSEN
RUS
DIN
HTP Gravity Charouz
Mercedes SLS AMG GT3
+1:35.620      
 
17 Niclas KENTENICH
Daniel KEILWITZ
ALE
ALE
Dörr Motorsport
McLaren MP4-12C GT3
+1:36.343      
 
18 Armaan EBRAHIM
Julien JOUSSE
IND
FRA
BMW Sports Team India
BMW Z4 GT3
+1 volta      
 
19 Jean-Luc BEAUBÉLIQUE
Soheil AYARI
FRA
JAP
Team Sofrev
Ferrari F458 Italia GT3
+1 volta      
 
20 Fabién BARTHEZ
Gérard TONELLI
FRA
FRA
Team Sofrev
Ferrari F458 Italia GT3
+1 volta      
 
21 Jan STOVICEK
Petr CHAROUZ
TCH
TCH
HTP Gravity Charouz
Mercedes SLS AMG GT3
+2 voltas      
 
22 Felipe TOZZO
Raijan MASCARELLO
BRA
BRA
Rodrive Competições
Ford GT
+2 voltas      
 
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube