Huff garante pole-position em Macau e precisa apenas de terceiro lugar para ficar com título do WTCC

A última corrida do ano no WTCC pode ser apenas festiva, e as chances de isso acontecer são até que boas. Basta que Robert Huff, que vai largar da pole na primeira corrida, termine a primeira corrida de domingo na terceira posição

Robert Huff deu um passo importante na disputa pelo título do WTCC, nesta sexta-feira (16). O inglês da Chevrolet bateu seus companheiros de equipe e faturou a pole-position para a etapa decisiva do Campeonato Mundial de Carros de Turismo, que acontece em Macau. O resultado apenas comprova seu domínio no circuito: é a quarta pole em quatro anos de corridas por lá.

Segundo e terceiro colocados no campeonato, Yvan Muller e Alain Menu aparecem em posições invertidas no grid de largada. O francês completará a primeira fila, à frente do suíço, que ficou em terceiro lugar. Mas nenhum deles se aproximou de Huff: o novo recorde de pista estabelecido pelo britânico, 2min29s422 foi 0s722 mais rápido que o tempo registrado pelo campeão de 2011, Muller.

Huff depende apenas de si para ficar com o título do WTCC (Foto: FIA WTCC)

Com os pontos que somou na classificação ampliaram sua vantagem na dianteira para 37, um terceiro lugar na primeira corrida de domingo (18) será suficiente para lhe garantir o título. Considerando o domínio da Chevrolet na categoria, o trio da montadora norte-americana só não dominará o pódio caso algo de anormal aconteça. Em outras palavras, Huff tem a mão na taça.

Gabriele Tarquini terminou a classificação na quarta colocação, com um Seat, à frente de Tiago Monteiro, com quem dividirá a equipe de fábrica da Honda em 2013. Correndo quase em casa, o chinês Darryl O’Young ficou com a sexta posição do grid de largada, à frente de Norbert Michelisz e Mehdi Bennani. O’Young se recuperou de um forte acidente que danificou bastante seu chassi nos treinos livres.

A quinta fila do grid da primeira corrida será a primeira da bateria complementar, seguindo a regra da inversão da ordem de largada. Nela, a pole-position será de Alex MacDowall, que terá o jovem espanhol Pepe Oriola ao seu lado. Oriola disputa o título do campeonato dos pilotos independentes com Michelisz. Eles estão separados por apenas 12 pontos. Stefano D’Aste aparece logo atrás, na terceira posição, também com chances de faturar a taça, mas largará em 11º nas duas disputas deste fim de semana decisivo.

No fim do pelotão, muito mais lentos que os demais pilotos, alguns representantes locais foram punidos após a conclusão da sessão por não parar na área de pesagem. Foram os quatro últimos colocados: Célio Alves Dias, 27ª, apenas perdeu o tempo de sua melhor volta. Henry Ho, King Veng Ng, Eurico de Jesus e Ka Lok Mak, por sua vez, tiveram seus tempos anulados. Eles foram consideravelmente mais lentos que os pilotos de ponta ou mesmo do pelotão intermediário. Ho, o melhor deste grupo, registrou 2min42s170. Mak, impressionantes, só que ao contrário, 2min46s200.

WTCC, GP de Macau, Circuito da Guia, classificação:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube