Nascar: Johnson ultrapassa Keselowski na penúltima volta, vence no Texas e se aproxima do hexa

Jimmie Johnson precisou ultrapassar Brad Keselowski faltando apenas duas voltas para o final para ficar com a vitória na etapa do Texas. Os dois duelaram durante toda a corrida, mas a estratégia dos boxes definiu o vencedor

Jimmie Johnson e Brad Keselowski mostraram neste domingo (4), no Texas, por que estão disputando o título da temporada 2012 da Nascar. Os dois protagonizaram um duelo emocionante durante a maior parte da corrida, com o piloto da Hendrick assumindo a liderança faltando apenas duas voltas para o final. Com o triunfo, JJ também abriu sete pontos de vantagem para o adversário, faltando apenas duas etapas.

Apesar de Johnson só ter recuperado a ponta no final da corrida, foi ele próprio quem começou na frente. Depois de largar na pole-position, o carro número 48 dominou grande parte da primeira metade da prova sem sequer ser ameaçado por qualquer outro adversário.

O duelo com Keselowski começou pouco depois da metade das 334 voltas, quando o piloto da Penske mais uma vez se aproveitou da estratégia nos boxes para assumir a liderança da corrida. Uma vez na frente, o Dodge de número 2 imprimiu um forte ritmo de prova para se distanciar.

A última relargada foi decisiva no Texas (Foto: Nascar)

No entanto, o piloto quase colocou toda essa vantagem a perder na volta 274, quando a bandeira amarela foi acionada por causa de detritos na pista. Quando entrou nos boxes, Keselowski travou as rodas e acabou parando colado no pit da frente, ocupado por Danica Patrick. Assim, quando a Penske terminou a troca de pneu e o reabastecimento, o piloto ficou preso atrás do carro da americana e foi obrigado a dar a ré para conseguir sair.

Por isso, Kese caiu da liderança da corrida para o oitavo lugar. Para piorar a situação, sem o maior rival, Johnson pôde se consolidar no comando da corrida. Faltando menos de 50 voltas para o final, o piloto da Penske precisava fazer uma corrida de recuperação, buscando ultrapassar os adversários um a um.

Em meio à tentativa de recuperação, o safety-car voltou a ser acionado na volta 310, quando Marcos Ambrose sofreu um acidente. Para tentar recuperar o tempo perdido, a Penske optou por trocar apenas dois pneus no carro de Keselowski, devolvendo o piloto à pista na liderança. Com a corrida restabelecida, ele chegou a ser ameaçado por Kyle Busch, mas conseguindo manter a ponta.

No entanto, por ter apenas dois pneus novos, o desgaste da borracha no Dodge era muito maior que o de Johnson, que estava com um jogo de pneus zerado. Assim, não demorou muito para que o pentacampeão entrasse na briga pela liderança. Keselowski se defendeu como pôde durante toda a corrida, mesmo após a relargada devido ao acidente de Jeff Gordon, Kasey Kahne e Greg Biffle.

O piloto da Penske só não contava com a batida de Mark Martin nas últimas voltas. Como a relargada foi dada faltando apenas duas voltas para o final, Johnson se aproveitou dos pneus mais novos para tracionar melhor, conseguir a ultrapassagem e ir direto à vitória. Com o triunfo, o pentacampeão abriu sete pontos de vantagem para o rival, se aproximando do sexto título.

Keselowski terminou em segundo, com Kyle Busch sendo o terceiro. Matt Kenseth finalizou com o quarto posto, enquanto Tony Stewart fez uma boa corrida de recuperação para fechar em quinto. O grupo dos dez primeiros ainda contou com Clint Bowyer, Dale Earnhardt Jr., Kurt Busch, Kevin Harvick – que havia sido atingido por um paraquedista antes da prova – e Greg Biffle.

Com os resultados, Johnson lidera o campeonato, com 2339 pontos. Keselowski, com 2332, é o segundo. Clint Bowyer aparece em terceiro, com 2303, dependendo de um milagre para  ficar com a taça. A penúltima etapa da temporada 2012 acontece no domingo (11), em Phoenix.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube