Nascar: Penske anuncia demissão de Allmendinger após suspensão por doping

Roger Penske anunciou que A.J. Allmendinger está fora da equipe Penske após ter sido pego em um exame antidoping. Embora a escuderia torça pela recuperação do piloto, Roger disse que esse é o procedimento tomado com qualquer funcionário

A.J. Allmendinger não é mais piloto da Penske. A tradicional equipe americana anunciou nesta quarta-feira (1º) a demissão do atleta, que havia sido suspenso indefinidamente pela Nascar depois de ser flagrado em um exame antidoping. Com isso, Sam Hornish Jr. segue no carro de número 22 nas próximas etapas, enquanto a equipe avalia as opções para 2013.

Quem anunciou a rescisão do contrato com Allmendinger foi o próprio chefe da escuderia, Roger Penske. Apesar da demissão, o dirigente desejou sorte para seu antigo piloto e elogiou sua postura tanto dentro quanto fora da pista.

Por doping, AJ Allmendinger foi suspenso por tempo indeterminado pela Nascar (Foto: Nascar)

“A Penske apoia totalmente a política antidoping da Nascar e está desapontada com o resultado positivo no exame de A.J. Ele é um excelente piloto, uma boa pessoa e é muito azar precisarmos nos separar nesse momento. Fizemos um investimento pesado em A.J. e estávamos confiantes no sucesso dele com a equipe”, declarou.

Penske explicou, ainda, que não tinha outra escolha, já que a equipe tomaria essa mesma decisão com qualquer outro funcionário pego no antidoping. “A decisão de demiti-lo é consistente em como trataríamos qualquer outro membro da equipe em circunstâncias similares. Como A.J. começou o programa da Nascar ‘Road to Recovery’, nós o desejamos o melhor e queremos vê-lo competindo novamente na Nascar”, encerrou.

A Nascar anunciou o doping de Allmendinger poucas horas antes da etapa de Daytona, disputada no início do mês de julho. Algumas semanas depois, o exame de contraprova confirmou o resultado e, consequentemente, A.J. se propôs a participar do programa de reabilitação da Nascar – Road to Recovery –, uma exigência da categoria para que ele voltasse a competir.

Enquanto isso, o piloto foi suspenso indefinidamente, o que ocasionou sua demissão da Penske. A empresária de Allmendinger afirmou que a substância dopante foi anfetamina, embora a Nascar não confirme.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube