Novas regras do WTCC devem afastar BMW da categoria ao término do atual campeonato, afirma diretor

A montadora germânica não pretende seguir no Mundial de Carros de Turismo com a adoção do novo regulamento técnico da categoria, que prevê um aumento considerável na potência dos motores

A BMW deve se retirar definitivamente do WTCC no fim deste ano, declarou o diretor-esportivo da marca, Jens Marquardt. O motivo da saída é o descontentamento da montadora alemã com o novo regulamento técnico da categoria, que está sendo finalizado e passará a valer em 2014.

Disputando o Mundial de Carros de Turismo desde 2005, a BMW teve uma equipe de fábrica até 2010 e, desde então, colabora com equipes privadas que compram seus equipamentos. Só que a marca não desenvolverá um novo carro para esses times caso os planos da FIA realmente sejam aplicados.

A BMW pensa em sair do WTCC no próximo ano (Foto: FIA WTCC)

“Não sei como vamos conseguir montar um trem de força para as novas regras, que sequer estão definidas. Estão falando em algo em torno de 400 cavalos. Isso é impossível para nós”, falou Marquardt à revista inglesa ‘Autosport’.

O número mencionado pelo dirigente diz respeito não à capacidade de construir um motor de 400 cavalos. Os carros do DTM, outro campeonato no qual a BMW compete, por exemplo, se aproximam dos 500 cavalos de potência. Acontece que, segundo Marquardt, não há interesse em desenvolver um propulsor desse tamanho para carros de turismo.

“Nós não fizemos um motor para todo tipo de corrida. Nosso motor foi feito dentro de um bloco de produção de 1.6 L e essa é a nossa limitação. Já estamos no limite da performance e eu fui informado que a FIA está pensando em uma perfrmance além do que nós podemos alcançar”, disse.

O dirigente ainda admitiu que o projeto atual já “não é o melhor dos projetos de um ponto de vista comercial”. Diante disso, “não há nada nada para nós observarmos”.

Dono da equipe Wiechers, Dominik Greiner já trabalha com a possibilidade de não contar com a BMW em 2014. Ele concorda com a decisão da montadora de deixar o WTCC.

“Eu espero que eles adiem tudo em um ano”, opinou. “Gostaríamos de continuar com a BMW, pois ela é uma marca fantástica, mas eu devo ficar com os olhos abertos para uma nova marca”, adicionou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube