Truck Series: Piquet domina, mas é ultrapassado por Coulter, que vence 1ª da carreira

Joey Coulter foi o vencedor da etapa de Pocono da Truck Series ao ultrapassar Nelsinho Piquet faltando apenas oito voltas para o final. Essa foi a primeira vitória do americano na Nascar, enquanto o brasileiro terminou com o terceiro posto

Nelsinho Piquet teve uma boa chance de conquistar a primeira vitória na Truck Series, neste sábado (4), em Pocono. Mas não deu. Saindo na pole-position, o brasileiro foi o piloto dominante durante toda a corrida, mas uma relargada ruim faltando apenas oito voltas para o final fez com que o ex-piloto de F1 perdesse uma série de posições. Melhor para Joey Coulter, que pulou de terceiro para primeiro para vencer pela primeira vez na categoria.

A corrida foi definida quando faltavam 12 voltas. Nelsinho havia acabado de retomar a liderança da corrida quando uma série de acidentes aconteceu logo atrás do brasileiro. O salseiro começou com Matt Crafton e Timothy Peters, o líder do campeonato, brigando pela terceira colocação. Os dois se tocaram e Peters acabou levando a pior, tocando também em Miguel Paludo e em Denny Hamlin.

Um pouco mais atrás, Paulie Harraka acertou Ron Hornaday, fazendo o estreante Sean Corr rodar também. Com tantas confusões, o safety-car foi acionado, e a pista demorou um pouco para ser liberada.

Joey Coulter pôde comemorar a primeira vitória da carreira em um divisão da Nascar (Foto: Nascar)

A corrida só recomeçou faltando oito voltas para o final. Nelsinho Piquet optou por largar pela parte debaixo, deixando James Buescher com a trajetória externa. No entanto, o brasileiro não tracionou bem e viu Joey Coulter saltar do terceiro posto para a liderança na curva 1. A partir daí, o piloto da RCR só precisou administrar o resultado para vencer pela primeira vez na carreira.

Buescher terminou em segundo, enquanto Nelsinho foi o terceiro depois de ganhar três posições nas voltas finais. Matt Crafton encerrou em quarto, seguido por Denny Hamlin e Ty Dillon. Parker Kligerman, John Wes Townley, Justin Lofton e Ross Chastain completaram o grupo dos dez primeiros.

Durante toda a corrida, Nelsinho sempre esteve entre os primeiros. Durante as primeiras 30 voltas, o brasileiro só perdeu a ponta quando foi aos boxes, mas na primeira relargada o piloto acabou sendo superado pelo companheiro de equipe James Buescher.

Enquanto tentava recuperar a posição perdida, o brasileiro se envolveu em um toque com Todd Bodine, que foi parar com violência no muro. Irritado, o americano saiu do carro protestando contra o ex-piloto de F1 e inclusive jogou o capacete na direção do truck de número de número 30. Apesar disso, o replay mostrou que o erro no lance foi de Bodine, que tentou assumir uma trajetória onde Nelsinho já estava.

Mesmo com a polêmica, assim que a corrida recomeçou, Piquet conseguiu recuperar a primeira colocação e a defendeu com unhas e dentes até as voltas finais. Só que a última intervenção do safety-car foi fatal, permitindo a vitória de Joey Coulter.

Miguel Paludo, por sua vez, também precisou fazer uma corrida de recuperação depois de se envolver no acidente com Peters e Hamlin. O brasileiro chegou a andar entre os dez primeiros, mas acabou perdendo algumas posições no final, encerrando em 13º.

Com os resultados de Pocono, Timothy Peters segue na liderança do campeonato, com 418 pontos. Ty Dillon, com 410, aparece em segundo, enquanto James Buescher, com 403, é o terceiro. Justin Lofton, com 400, aparece na quarta colocação. Nelsinho Piquet é o nono e Miguel Paludo, o 11º.

A próxima etapa da Truck Series está marcada para o dia 18 de agosto, em Michigan.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube