WTCC: após bater em companheiro de equipe na classificação, piloto russo pode ser demitido da Lada

Aleksei Dudukalo bateu em James Thompson durante o treino e acabou tirando os dois carros da equipe das duas corridas do domingo (24). Irritado, um diretor da equipe não confirmou a presença do russo na etapa do Marrocos, no próximo mês

Durante a rodada inicial do WTCC, em Monza, no sábado (24), o russo Aleksei Dudukalo calculou mal o ponto de freada e acabou batendo em James Thompson, com ambos saindo do treino classificatório. Até aí tudo bem, mas o grande problema é que os dois formam a dupla da Lada na competição, e a equipe acabou ficando de fora das duas corridas do domingo (25).

Dupla da Lada ficou de fora da abertura do WTCC (Foto: WTCC/Facebook)

Chefe de equipe, Viktor Shapovalov ficou irritado com a falha de Dudukalo e lamentou o fato de ver seus dois carros fora da etapa de estreia da nova temporada da categoria. “Esta é a primeira corrida e aconteceu isso, mas é assim mesmo”, contou o diretor ao site da revista ‘Autosport’.

“É um duro golpe, mas vamos superar. Poderíamos ter uma segunda corrida forte, mas não tivemos essa chance. Sabemos que somos competitivos e é uma coisa positiva que tiramos dessa corrida. Vamos esquecer isso e nos concentrar no Marrocos”, completou.

Por conta do incidente, a presença de Dudukalo na próxima etapa não está certa. Quem confirmou a informação foi o diretor Evgeny Malinovskiy, também à publicação. "Aleksei não está confirmado para Marrakesh. Não será uma decisão fácil, mas acho que ele vai voltar ao Campeonato Russo [de Turismo]”, falou. “A confirmação sai na próxima semana”, completou o diretor.

A próxima rodada da competição está marcada para os dias 6 e 7 de abril.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube