“Se fosse em 2022, a gente cravaria que Alonso venceria corrida”, diz Gabriel Curty