Powell crava pole na abertura da W Series 2021 na Áustria. Tomaselli larga em 11º

Alice Powell anotou o melhor tempo - 1min28s964 - e é pole. A brasileira Bruna Tomaselli foi competitiva e vai largar na 11ª posição

Valtteri Bottas rodou dentro do pit-lane durante o segundo treino livre do GP da Estíria da F1 (Foto: F1/Reprodução)

Depois de mais de 650 dias de ausência forçada pela pandemia do novo coronavírus, a W Series faz sua etapa inaugural para a temporada de 2021 neste fim de semana, junta da Fórmula 1, no GP da Estíria. E a primeira pole-position foi para Alice Powell que, apenas 0s177 à frente de Sarah Moore, anotou o melhor tempo em 1m28s964 e vai largar da posição de honra do grid no Red Bull Ring.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

As corridas do fim de semana na TV e no streaming: 25 a 27 de junho

A pilota da Racing X, que terminou em terceiro lugar no campeonato em 2019, conquistou a primeira pole na categoria. Moore, da Scuderia W, larga em segundo lugar e vê sua companheira de equipe, Belén Garcia, 0s207 atrás.

A vice-campeã do ano passado, Beitske Visser, da M Forbes, vai largar em quarto lugar, com Emma Kimilainen, da Ecurie W, em quinto. Jessica Hawkins, da Racing X, vem em sexto. Jamie Chadwick, atual campeã da categoria, esteve perto do topo do pelotão e foi a primeira a entrar na casa dos 1min29s, mas se viu em oitavo no grid para a corrida de amanhã.

“Tem sido uma espera longa e muito louca para essa primeira corrida após a última prova de 2019, em Brands Hatch, quase 700 dias depois. Tenho trabalhado duro para ter certeza de que estivesse em forma e pronta, mental e fisicamente, e espero que possa continuar assim amanhã e terminar em primeiro novamente”, disse a pole.

“Sabia que havia chance de chuva durante a classificação, então o plano era partir para 10min com os pneus velhos antes de colocar os novos, mas diminuímos para 5min, porque sabíamos que levaria mais tempo para que os pneus funcionassem e não queríamos apressar esse processo. No fim, estávamos bem consistentes. Agora temos de nos certificar que será assim de novo amanhã”, finalizou.

Alex Powell é a primeira pole da temporada de 2021 da W Series (Foto: W Series Racing/Twitter)

A brasileira Bruna Tomaselli, que estreia nesta temporada na W Series, mostrou capacidade de competir com Chadwick, que é sua companheira de equipe. Ficou na 11ª posição, mas apenas 0s184 atrás da atual campeã e uma das grandes favoritas ao título.

Outras duas estreantes, Ayla Agren e Irina Sidorkova, da W Series Academy, fizeram tempos também competitivos. Em certo ponto da classificação, Agren chegou a ser a mais rápida, embora tenha sido rapidamente ultrapassada. Já Sidorkova também conseguiu alguns tempos de volta promissores. Ambas largam da 10ª e 14ª posição, respectivamente.

Vale lembrar que a categoria teve uma só temporada realizada, em 2019, e teve Jamie Chadwick como campeã depois de 6 etapas realizadas, 3 poles, 5 pódios e 2 vitórias. Neste ano, a W Series é composta por 18 pilotas que lutam pelo segundo título da série a bordo dos Tatuus/Alfa Romeo e e são iguais aos da Fórmula Regional Europeia.

A primeira corrida da temporada acontece no amanhã, sábado (26), às 11h30 (de Brasília), com transmissão na TV pelo SporTV e cobertura do GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar