A mudança da Fórmula 1 da Globo para a Band provocou uma mudança generaliza nos bastidores. Saiba tudo aqui!

ENTRA E SAI

É narrador que chega, é comentarista que volta, é outro que não tem lugar e é demitido... a Fórmula 1 causou nas TVs brasileiras e provocou grandes mudanças. Saiba quais!

SÉRGIO MAURÍCIO

No Grupo Globo desde o surgimento do SporTV nos anos 90, o narrador recebeu o convite da emissora depois do não de Luís Roberto e será o titular das transmissões até 2025.

REGINALDO LEME

Foram mais de quatro décadas da Globo até ser dispensado no fim de 2019. No ano passado, foi contratado pela Band para ser o comentarista da Stock Car. Mas chegou a Fórmula 1...

Sem F1 na Globo, o comentarista perdeu espaço e foi dispensado da emissora após 16 anos. Se lá surgir é por conta do 'Auto Esporte', programa independente veiculado aos domingos.

LUCIANO BURTI

Provavelmente seria dispensado da Globo como Burti, mas logo foi sondado pela Band para voltar à emissora onde comentava Indy. Será um dos titulares da Fórmula 1.

FELIPE GIAFFONE

Estava como reserva no Grupo Globo, atuando como substituto caso Burti ou Giaffone não pudessem comentar, e foi alçado ao posto de titular da Fórmula 1 ao lado de Giaffone.

MAX WILSON

A repórter de 'meia temporada' da F1 na Globo foi contratada pela Band para executar os mesmos serviços a partir desta temporada, mas com um detalhe: todas as 23 corridas do ano. 

MARIANA BECKER

Para Flavio Gomes, a mudança traz um novo ar para a categoria no Brasil. 'A Globo estava cagando para o produto', disse o jornalista do GRANDE PRÊMIO.