Endurance
30/01/2018 09:15

Em busca do segundo passo para Tríplice Coroa, Alonso acerta com Toyota e disputa 24 Horas de Le Mans de 2018

Fernando Alonso vai partir para mais um novo desafio na carreira. Em busca da sonhada Tríplice Coroa, o espanhol vai tentar dar o segundo passo com a Toyota na edição de 2018 das 24 Horas de Le Mans
Warm Up
Redação GP, de São Paulo

Fernando Alonso está mesmo decidido a buscar a Tríplice Coroa na carreira. Nesta quinta-feira (23), o espanhol confirmou o acerto com a Toyota para disputar as 24 Horas de Le Mans de 2018 e buscar, assim, concluir o segundo passo para o feito que tanto deseja. E mais: Alonso vai disputar outras etapas do WEC em 2018.
 
O anúncio veio na semana seguinte àquela que foi a primeira corrida completa de 24 horas disputada por Alonso, em Daytona. Muito longe de disputar vitória, o espanhol não pareceu incomodado e cravou que se divertiu mais que na F1. No fim das contas, após muitos problemas de confiabilidade, terminou 90 voltas atrás dos vencedores.
 
Além disso, no fim do mês de novembro do ano passado, após as 6 Horas do Bahrein, o espanhol dividiu o carro com Sébastien Buemi nos testes da Toyota, acumulando um bom número de voltas.

Embora as corridas em que Alonso irá participar além de Le Mans não estejam confirmadas, já dá para saber onde ele certamente não irá correr - ao menos a princípio -: as 6 Horas de Fuji, que acontece no mesmo fim de semana do GP dos Estados Unidos de F1.

Fernando será o substituto de Anthony Davidson no carro #8 - ao lado de Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima. Kamui Kobayashi, Mike Conway e José María López formam o trio do #7.
Fernando Alonso testou no Bahrein (Foto: FIA WEC)

Alonso reconheceu que sua participação no WEC só foi possível graças à forte relação que tem com a McLaren e assegurou que o calendário cheio não vai desviar sua atenção dos objetivos na F1.
 
“Nunca escondi minha meta de vencer a Tríplice Coroa do esporte a motor ― o GP de Mônaco, a Indy 500 e as 24 Horas de Le Mans. Nós tentamos na Indy no ano passado, chegamos perto, mas não conseguimos”, disse Alonso. “Este ano, tenho a chance, graças a McLaren, de correr pela vitória em Le Mans. É um grande desafio ― muita coisa pode dar errado ―, mas estou pronto, preparado e ansioso pela batalha”, continuou.
 
“Meu acordo para correr o WEC só foi possível graças ao bom entendimento e à forte relação que tenho com a McLaren e estou muito feliz que eles tenham ouvido e entendido o que isso significa para mim”, comentou. “De forma nenhuma este desafio vai me afastar do meu objetivo principal na F1 com a McLaren. Em 2018, minha meta é ser competitivo em todos os GPs, e tenho certeza de que estamos próximos de conseguir isso”, concluiu.

Diretor-executivo da McLaren, Zak Brown avaliou que a presença de Alonso no WEC não vai interferir na participação da F1 e destacou a importância de ter um piloto feliz e motivado.
 
“Não é segredo que Fernando quer disputar as 24 Horas de Le Mans. E acho que todos dentro da nossa organização entendem que um piloto motivado, faminto e feliz como Fernando é um formidável ativo para qualquer time na F1”, disse Brown. “No ano passado, nós tomamos a decisão conjunta de correr com Fernando na Indy 500 ao invés do GP de Mônaco. Mas nós sempre dissemos que avaliaríamos cada oportunidade caso a caso, e ambos sabemos que, em 2018, nossa prioridade é o sucesso na F1”, seguiu.
O time da Toyota para a temporada 2018 (Foto: Toyota)

“Como Fernando, na McLaren nós somos corredores de coração e o nosso time foi construído em cima de um bravo patrimônio de competir e ter sucesso em diferentes formas de esporte. Igualmente importante é a confiança de que nada nos distrai da nossa meta número um na F1. Depois da devida avaliação, estamos satisfeitos de que esta campanha não faça isso, e que os melhores interesses da McLaren prevaleça”, completou.

A edição das 24 Horas de Le Mans de 2018 é verdadeiramente uma boa chance para que Alonso vença, já que apenas a Toyota sobrou no WEC na classe LMP1 dentre as gigantes que alinhavam no grid até pouco tempo atrás - Porsche e Audi deixaram a categoria. Aliás, a própria Toyota tenta sair da fila na prova do ano que vem. 
 
Nico Hülkenberg certamente é um exemplo que anima Alonso para a tarefa que terá no meio do ano que vem. Pela Porsche, o alemão tentou a sorte em Le Mans com basicamente zero experiência em endurance e venceu de primeira.
 
A Tríplice Coroa consiste na conquista do GP de Mônaco de F1, nas 24 Horas de Le Mans e nas 500 Milhas de Indianápolis. Mônaco já foi vencido por Alonso, que tentou a sorte na Indy 500 deste ano e, apesar de apresentar um ritmo muito bom e chegar a liderar a prova, não completou com seu motor Honda estourando. 2018 vai marcar a estreia do espanhol em Le Mans.
 
“CHORAVA COMO UM BEBÊ”

FÉLIX DA COSTA REVELA TRISTEZA APÓS PERDER CHANCE NA F1


Últimas Notícias
quarta-feira, 25 de abril de 2018
F1
Indy
Nascar
F1
F1
F1
Porsche GT3 Cup
F1
F1
F1
F1
Stock Car
F1
terça-feira, 24 de abril de 2018
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook