F1
23/06/2018 12:05

Hamilton confirma melhor desempenho e crava pole-position do GP da França. E Leclerc leva Sauber ao Q3

Favoritíssimo, Lewis Hamilton reafirmou sua condição e garantiu a pole-position do GP da França, a 75ª da sua vitoriosa carreira. O tetracampeão não deu chances a ninguém em Paul Ricard, que viu o milagre de Charles Leclerc, que alcançou a façanha de colocar a Sauber no rol dos dez primeiros
Warm Up / FERNANDO SILVA,  de Sumaré
 Lewis Hamilton (Foto: AFP)

Com autoridade, Lewis Hamilton garantiu a pole-position do GP da França de F1. Na prova que marca o retorno de Paul Ricard ao calendário, o tetracampeão do mundo confirmou a condição de favorito exibida durante os treinos livres de sexta-feira. Na tarde deste sábado (23), Lewis foi arrasador ao marcar a posição de honra pela 75ª vez na carreira depois de fazer uma volta mágica para superar Valtteri Bottas, seu companheiro de Mercedes, em 0s118. Hamilton cravou 1min30s029 na sua melhor tentativa.

Sebastian Vettel não chegou a ser uma ameaça à pole, ao contrário. O tetracampeão teve de se conformar com o terceiro lugar do grid e vai formar a segunda fila com Max Verstappen. Daniel Ricciardo e Kimi Räikkönen partem logo atrás. Carlos Sainz, de Renault, vai partir da sétima posição.

Outro piloto que deu show em Le Castellet foi Charles Leclerc. Apontado pela imprensa britânica como o futuro piloto da Ferrari na próxima temporada, o monegasco brilhou e colocou a Sauber no Q3, quase um milagre considerando o potencial do carro suíço. A última vez que o time de Hinwil figurou entre os dez primeiros no grid foi no GP da Áustria de 2015, com Felipe Nasr. Leclerc vai partir do oitavo lugar, enquanto Kevin Magnussen e Romain Grosjean, que bateu no Q3, fecham o top-10.
Lewis Hamilton brilhou no treino classificatório deste sábado em Paul Ricard (Foto: Mercedes)
Em contrapartida, a grande decepção do sábado foi Fernando Alonso, que foi eliminado no Q1 exatamente uma semana depois de ter iniciado a jornada que culminou com a vitória nas 24 Horas de Le Mans. E um dos donos da casa, Romain Grosjean, bateu na curva 4 durante o Q3 depois de ter feito uma boa classificação até então.

A largada da oitava etapa da temporada 2018 da F1 está prevista para 11h10 (hora de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO segue todo o fim de semana do GP da França AO VIVO e em TEMPO REAL. Acompanhe tudo aqui.

Saiba como foi o treino classificatório do GP da França de F1

A sessão que definiu o grid de largada em Le Castellet começou com a pista seca, cenário bem diferente do terceiro treino livre de horas atrás. No entanto, a meteorologia apontava chance de até 60% de chuva para os minutos seguintes.

Sem tempo a perder, os pilotos logo foram à pista para os primeiros tempos do Q1, ainda que não houvesse indício de chuva no horizonte. Coube à dupla da Williams, com Sergey Sirotkin e Lance Stroll, os primeiros tempos da sessão, com Pierre Gasly, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, um dos donos da casa, subindo à liderança em seguida. O franco-suíço da Haas marcou bom tempo: 1min32s466.
Kimi Räikkönen colocou a Ferrari na frente pela primeira vez no fim de semana (Foto: Ferrari)
O primeiro dentre os ponteiros a marcar tempo foi Max Verstappen, que logo colocou a Red Bull na frente com 1min31s823. Mas o holandês seguiu por pouco tempo na dianteira. Primeiro foi Lewis Hamilton, com 1min31s589, e depois Kimi Räikkönen surpreendeu ao colocar a Ferrari pela primeira vez na liderança em todo o fim de semana ao registrar 1min31s567. Bottas aparecia em terceiro.

Uma semana após Le Mans, Alonso amarga eliminação no Q1

Verstappen logo reassumiu a liderança, ainda que com margem pequena em relação a Kimi. Mas foi Hamilton, com a melhor parcial no primeiro e também no terceiro setor, quem se destacou com grande volta: 1min31s271, reposicionando a Mercedes na ponta da tabela de tempos e reforçando a condição de favorito à pole.
Fernando Alonso amargou mais um momento frustrante na temporada (Foto: McLaren)
No fundão, Stroll e Sirotkin figuravam nas últimas posições. A surpresa era que a dupla da Force India também estava ameaçada da degola logo no Q1. Esteban Ocon, um dos franceses do grid, conseguiu escapar na última volta, e Sergio Pérez também fez uma boa volta que o garantiu na segunda parte do treino. No fim das contas, foram eliminados, além de Stroll e Sirotkin, Stoffel Vandoorne, Brendon Hartley e Fernando Alonso, justo uma semana depois de iniciar a jornada vencedora em Le Mans.

Chuva ameaça dar as caras no Q2. E Hamilton dá show

Depois de uma primeira parte da classificação com a pista seca, a chuva quis dar o ar da graça e apareceu de forma bastante leve no Q2. Tanto que os pilotos deixaram os boxes com pneus slicks. Mercedes e Red Bull levaram seus pilotos à pista com os supermacios, enquanto a Ferrari tinha a estratégia de colocar Räikkönen e Vettel com os supermacios. Todo mundo partiu para acelerar antes de a chuva desabar de vez.

O primeiro a marcar tempo no Q2 foi Verstappen: 1min32s307. O holandês foi seguido por Daniel Ricciardo, mas seu tempo não era bom. Tanto que Carlos Sainz, Romain Grosjean e Räikkönen superaram o jovem piloto da Red Bull. E Bottas andava ainda mais rápido com 1min31s227. Hamilton, por sua vez, fazia uma volta mágica: 1min30s645. Um tempo absurdo e praticamente imbatível, ainda mais considerando os pneus supermaicos.
Sebastian Vettel sequer conseguiu alcançar a marca de Hamilton no Q2 (Foto: Beto Issa)
Mesmo com os ultramacios, Vettel e Räikkönen não conseguiram sequer chegar perto da marca de Hamilton. O alemão foi quem mais se aproximou, mas ficou 0s3 atrás. Amostra clara da supremacia do britânico, que caminhava para uma pole certa em Paul Ricard.

Com as duplas de Mercedes, Ferrari e Red Bull garantidas no Q3, Grosjean e Magnussen tinham as maiores chances de passar para a fase final, enquanto Sainz e Pérez fechavam o momentâneo top-10. A garoa havia cessado de vez em Paul Ricard. Na saída do pit-lane para sua última tentativa, Grosjean emparelhou com Ericsson em manobra que se mostrou perigosa.
Romain Grosjean colocou a Haas no Q3. Depois, bateu na barreira de proteção (Foto: Haas)
No fim das contas, Charles Leclerc fez grande volta e alcançou o feito de colocar a Sauber no Q3. Foram eliminados Esteban Ocon, Nico Hülkenberg, Sergio Pérez, Pierre Gasly e o companheiro de equipe de Charles, Marcus Ericsson.

A pole soberana de Hamilton

A fase final do treino classificatório confirmou a condição de favorito de Hamilton e da Mercedes. Logo nas primeiras voltas, o tetracampeão marcou 1min30s222 e se colocou na liderança, sendo seguido por Bottas. Vettel aparecia só em terceiro, mas com 1min30s400, e não indicava ter chances reais de lutar de fato pela pole. 

O Q3 foi interrompido com bandeira vermelha depois de mais uma batida de Grosjean na temporada. O dono da casa perdeu o controle da sua Haas, passou por cima da zebra e bateu na barreira de proteção da curva 4, levando a direção de prova a paralisar a classificação.

A pista foi liberada pouco tempo depois para os sete minutos finais de sessão. Räikkönen puxou a fila, mas as atenções mesmo estavam voltadas para Hamilton. Lewis deixou os boxes quando restavam 3min20s, indicando que só teria uma nova tentativa de volta rápida. Vettel nem de longe representou uma ameaça. Mas Bottas brilhou com 1min30s147 e marcou a pole provisória.

Só que Hamilton era soberano. E com outra volta mágica, anotou 1min30s029, superou o companheiro de equipe em 0s118, e garantiu a pole do GP da França. Volta maravilhosa em Paul Ricard.

F1 2018, GP da França, Paul Ricard, grid de largada:

1   44 Lewis HAMILTON ING Mercedes   1:30.029   19
2   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes   1:30.147 +0.118 17
3   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari   1:30.400 +0.371 22
4   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer   1:30.705 +0.676 19
5   3 Daniel RICCIARDO AUS Red Bull Tag Heuer   1:30.895 +0.866 19
6   7 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Ferrari   1:31.057 +1.028 22
7   55 Carlos SAINZ JR ESP Renault   1:32.126 +2.097 22
8   16 Charles LECLERC MCO Sauber Ferrari   1:32.635 +2.606 21
9   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari   1:32.930 +2.901 23
10   8 Romain GROSJEAN FRA Haas Ferrari       20
11   31 Esteban OCON FRA Force India Mercedes   1:32.075 +2.046 14
12   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault   1:32.115 +2.086 15
13   11 Sergio PÉREZ MEX Force India Mercedes   1:32.454 +2.425 15
14   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Honda   1:32.460 +2.431 17
15   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari   1:32.480 +2.451 18
16   14 Fernando ALONSO ESP McLaren Renault   1:32.976 +2.947 10
17   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Renault   1:33.162 +2.996 10
18   35 Sergey SIROTKIN RUS Williams Mercedes   1:33.636 +3.133 10
19   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes   1:33.729 +3.607 9
20   28 Brendon HARTLEY NZL Toro Rosso Honda P +35 1:33.025 +3.700 10
          Tempo 107%   1:36.331 +6.302  


HISTÓRIA ESCRITA SEM BRILHO

REGULAMENTO TIRA BRILHO DE VITÓRIA DA TOYOTA EM LE MANS