F1
24/10/2013 14:39

Na Índia, onde ninguém mais liderou, adversários dizem que “é preciso ser perfeito” para bater Vettel

Sebastian Vettel liderou de ponta a ponta as duas edições do GP da Índia já realizadas e pode vencer pela sexta vez consecutiva na temporada 2013 neste fim de semana
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Sebastian Vettel venceu pela nona vez em 2013 (Foto: Red Bull/Getty Images)

Siga o GRANDE PRÊMIO                     Curta o GRANDE PRÊMIO

Precisando apenas de um quinto lugar para ser tetracampeão mundial de F1 com quatro corridas de antecipação, Sebastian Vettel vai tentar, no GP da Índia deste fim de semana, a sexta vitória consecutiva na temporada 2013.

O alemão já ganhou quatro provas neste campeonato, que lidera com larga vantagem para Fernando Alonso. Vettel, aliás, não sabe o que é terminar uma corrida abaixo da quarta posição desde o GP do Brasil do ano passado.

O favoritismo do rubrotaurino fica ainda mais exacerbado quando a F1 chega ao circuito de Buddh. Em duas edições da prova indiana, Vettel largou da pole e liderou de ponta a ponta em ambas – ninguém mais conhece o gostinho de passar pela linha de chegada em primeiro lugar por lá.

É por isso que os adversários do virtual tetracampeão reconhecem: só sendo perfeitos vão conseguir derrubar o 'intocável' Sebastian.

A cobertura completa do GP da Índia de F1 no GRANDE PRÊMIO
As imagens desta quinta-feira da F1 na Índia
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Alguém será capaz de derrotar Vettel na Índia? (Foto: Red Bull/Getty Images)
“Eu tenho um carro muito bom e, apesar de a Red Bull ser um pouco mais rápida que nós, você nunca sabe. Se acertarmos tudo, então é possível bater Sebastian e Mark [Webber]. Vou fazer o meu melhor para tentar”, disse o também alemão Nico Rosberg, da Mercedes.

“É preciso um fim de semana perfeito para tirá-lo do degrau mais alto”, falou Webber. “Pole, corrida pereita, estratégia perfeita, tudo perfeito”, endossou Webber.

“Ele está em uma forma incrível e está fazendo um grande trabalho”, continuou o piloto número 2 da Red Bull, que, sabidamente, não possui uma boa relação com o companheiro.

Para o australiano, o tato que Vettel com os pneus Pirelli tem sido fundamental. “Ele está sendo muito forte com os pneus Pirelli. Com os Bridgestone, era um pouco mais apertado, mas ele não tem fraquezas reais com estes pneus, e isso tem sido um ponto muito forte para ele”, prosseguiu.

“Ele tem sido incrivelmente consistente e tira o máximo do carro. Venceu com um carro dominante, mas também venceu com um carro que, em algumas corridas, não deveria ter vencido”, concluiu.

O GP da Índia terá largada às 7h30 (de Brasília) deste domingo.