F1
22/08/2014 15:30

Villeneuve cita até César e Napoleão em crítica à contratação de Verstappen: “É a pior coisa para a F1”

O campeão mundial Jacques Villeneuve disse que Max Verstappen não fez por merecer a contratação para a F1 e que, acertando ou errando em seu início de carreira, não vai gerar benefício algum para a categoria
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
Jacques Villeneuve não gostou nem um pouco da notícia de que Max Verstappen vai estrear no Mundial de F1 pela Toro Rosso tendo apenas 17 anos na temporada 2015. O canadense acredita que a presença de alguém tão jovem no grid não representa benefício algum para a Red Bull e expõe que há algo falho no automobilismo.

Campeão mundial em 1997, Villeneuve afirmou que um piloto deveria precisar de muito mais que 300 km em um carro atual de F1 para ficar apto a receber uma superlicença. É preciso demonstrar mais merecimento e mais capacidade antes de ter nas mãos um documento tão importante.

A cobertura completa do GP da Bélgica no GRANDE PRÊMIO
As imagens da sexta-feira da F1 em Spa-Francorchamps
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
Jacques Villeneuve fez duras críticas à contratação de Verstappen para a Toro Rosso (Foto: Getty Images)
Filho de Jos Verstappen, Max fez apenas uma temporada no automobilismo e, até hoje, disputou 27 corridas na carreira. Antes, teve um histórico de muito sucesso nas principais competições do kartismo europeu. Ele se tornará o piloto mais novo de todos os tempos a disputar um GP de F1, quebrando o recorde que pertence desde 2009 ao espanhol Jaime Alguersuari.

“Basicamente, é como ganhar todos os presentes sem merecer nada. Mas há essa coisa de ‘mais jovem, melhor’. Qual é o próximo passo? Um time vai contratar alguém de 15 anos só para aproveitar a imagem?”, disse à ‘Autosport’.

“César e Napoleão foram bons desde o começo, mas leva tempo antes de você se tornar um Imperador. Você constrói isso. Não quer dizer que você tem mais talento, não quer dizer que você tem mais talento, mas você constrói, é algo que você aprende e se torna um homem”, continuou o piloto. 

“Ele ainda é um menino, então é muito arriscado. Você não pega alguém de 16 anos, que sequer foi para a universidade, no melhor hospital como médico mesmo se ele for bom e inteligente. Você precisa cumprir etapas, precisa merecer porque é só assim que você vai se tornar um homem”, completou.

Villeneuve concordou que a Red Bull vai, desta forma, ganhar muita publicidade, mas que “provavelmente seria melhor” colocar em Verstappen um capacete com suas cores por quatro anos.

“É a pior coisa de todos os tempos para a F1, pois vai ter dois efeitos. Ou vai destruí-lo, ou, mesmo que ele tenha sucesso logo de cara, aí a F1 vai se tornar sem sentido. O que vai ser a F1? Vai ser um nada. Não é bom para ninguém”, cravou.

Últimas Notícias
quarta-feira, 25 de abril de 2018
F1
Indy
Nascar
F1
F1
F1
Porsche GT3 Cup
F1
F1
F1
F1
Stock Car
F1
terça-feira, 24 de abril de 2018
F1
Stock Car
Galerias de Imagens
Facebook