Turismo
21/10/2012 13:18 - Atualizada 21/10/2012 17:18

Spengler ganha duelo direto com Paffett em Hockenheim e conquista título do DTM. Farfus sobe ao pódio

Em seu ano de retorno ao DTM, a BMW superou as suas próprias expectativas. Todos sabiam que a extensa preparação fora bem feita, mas ninguém esperava que o título seria possível já no primeiro ano
Warm Up
RENAN DO COUTO, de São Paulo

Bruno Spengler dominou a etapa de Hockenheim do DTM e conquistou seu primeiro título na que é uma das principais categorias de turismo do planeta. O canadense conduziu a BMW para a vitória na derradeira prova da temporada e deu à montadora de Munique o título de pilotos em seu retorno ao certame após 20 anos.

Para conquistar esse feito, Spengler precisou conter a aproximação de Gary Paffett no trecho final da corrida disputada neste domingo (21), na Alemanha. Diante de mais de 100 mil pessoas nas arquibancadas, ele festejou a conquista que demorou, mas chegou.

Debaixo de fogos de artifício, a BMW fez a festa pela conquista de Spengler (Foto: BMW)

Pole-position, Augusto Farfus terminou sua temporada de estreia no DTM no pódio. Foi a terceira vez que o brasileiro concluiu uma corrida entre os três melhores – um prêmio para aquele que foi o melhor estreante de 2012. Com o resultado da decisão do campeonato, ‘Ninho’ conseguiu superar o campeão de 2011 Martin Tomczyk para terminar em sétimo na tabela de pontuação, consolidado como o segundo melhor piloto da BMW no ano.

Também com chances de título, Jamie Green largou em décimo e conseguiu ganhar posições ao longo da prova para terminar na quarta posição. Mas ele precisava de resultados bem ruins de Spengler e Paffett, que não vieram. Assim, o piloto da Mercedes fechou o campeonato em terceiro.

Confira como foi a última etapa da temporada do DTM, em Hockenheim:

A corrida começou bem para a BMW. Augusto Farfus e Bruno Spengler fizeram boas largadas. Melhor ainda: Gary Paffett largou mal e acabou superado também por Joey Hand, outro piloto da BMW que aparecia nas primeiras posições.

Só que ainda na primeira volta aconteceram mudanças de posição importantes para o desenrolar da corrida e da disputa pelo título. Paffett pressionou e superou Hand. Spengler também foi para cima de Farfus e deixou o brasileiro, que não dificultou muito, para trás.

Ali, a prova colocava um obstáculo entre os dois candidatos ao título e, enquanto Spengler acelerava na dianteira, Paffett tentava encostar e ultrapassar Farfus. Foi na nona volta que o inglês chegou de vez no brasileiro.

Farfus terminou 2012 como o segundo melhor piloto da BMW em 2012 (Foto: BMW)

Na décima volta, os dois entraram juntos nos boxes e foi a Mercedes quem levou a melhor. Farfus e Paffett saíram de suas posições de parada lado a lado e quase se tocaram no fim do pit-lane. O piloto da BMW, inclusive, acabou passando por cima da linha branca que fica na volta à pista, mas quem foi colocado sob investigação pelos comissários foi o britânico. A decisão veio voltas depois com o famoso ‘no further action’ (nenhuma ação será tomada).

Na mesma volta, Mattias Ekström também foi aos boxes, porém, não durou muito na saída. Sua roda dianteira direita ficou solta e logo escapou, provocando o abandono do sueco. Na passagem seguinte, foi a vez de Spengler fazer sua parada normalmente

A corrida seguiu com Spengler, Paffett e Farfus, nessa ordem. Com um ritmo forte, o líder mantinha seu principal oponente ainda distante. Este também não permitia a aproximação do terceiro colocado.

No meio da corrida, David Coulthard se envolveu em um toque com Timo Scheider, o ponto de mais destaque de sua última prova no automobilismo. A briga valia a 14ª posição. Pouco depois, o escocês abandonou, assim como fez em sua despedida da F1, no GP do Brasil de 2008. Scheider acabou punido pelo toque.

Quando a segunda janela de pit-stops dos ponteiros começou de maneira diferente da primeira, com Farfus indo aos boxes sozinho na 23ª volta, uma antes de Paffett e duas antes de Spengler. No fim das contas, nada mudou. Se Paffett quisesse virar o jogo, teria de ser na pista.

E o rendimento da Mercedes cresceu na fase final da corrida e a diferença, que chegou a ser de quase 4s, era de 1s1 na 34ª volta. Aquilo era a única coisa que importava na corrida, que encerrava o campeonato em grande estilo: com a briga pela vitória.

Só que Spengler ainda tinha um último gás para dar. Tirou os últimos cavalos de potência que sua BMW tinha para oferecer, convete os avanços de Paffett e recebeu a bandeirada quadriculada, viu as bandeiras da BMW tremulando nas arquibancadas e, sob fogos de artifício, cruzou a linha de chegada. Estava coroado o novo campeão do DTM.

Spengler é o primeiro canadense campeão do DTM (Foto: DTM)

O campeão - No DTM desde 2005, Bruno Spengler, 29, disputou sete temporadas com a Mercedes e brigou pelo título várias vezes, mas nunca obteve êxito. O canadense nascido na França foi vice-campeão em 2006 e 2007, quando perdeu o título, respectivamente, para Bernd Schneider e Mattias Ekström. Ele voltou a bater na trave em 2010 e 2011, anos das conquistas de Paul di Resta e Martin Tomczyk, mas acabou terceiro lugar em ambas as oportunidades.

Em 2012, Spengler encontrou novos ares e surpreendeu ao entrar na disputa pelo campeonato mais uma vez. Não só ele surpreendeu, mas também a BMW, que retornou à categoria após 20 anos. Logo na segunda corrida do ano, Spengler triunfou, em Lausitz.

O problema é que o começo de campeonato de Gary Paffett foi muito forte e, na metade do campenato, parecia que o inglês conquistaria o bi. Mas Spengler voltou forte das férias. Venceu a sexta etapa, em Nürburgring, e a oitava, em Oschersleben, para encostar de vez. Naquele ponto, o piloto da BMW já dependia apenas si.

Spengler somou 149 pontos nas 10 corridas disputadas em 2012, com seis pódios e quatro vitórias. Em sua carreira no DTM, o canadense soma 13 triunfos. E, claro, um título, o primeiro de um canadense.

DTM, Hockenheim, corrida:


Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F3
F1
F1
DTM
Outras
F1
F2
sábado, 23 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F2
Indy
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook