Brasileiro de Turismo
08/12/2017 17:05

Na luta pelo título, Di Mauro lidera sexta-feira de treinos livres do BR de Turismo em Interlagos. Mas Robe fica logo atrás

Gaetano di Mauro precisa descontar uma diferença de 34 pontos para Gabriel Robe para sair de Interlagos com o título do Brasileiro de Turismo. O paulista da W2/Shell Racing começou bem a sua missão e foi o mais rápido do primeiro treino livre e de todo o dia de trabalhos da categoria de acesso à Stock Car. Porém, o gaúcho sempre esteve por perto, indicando que vai marcar em cima seu rival no domingo
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Gaetano di Mauro foi o mais rápido da sexta-feira de treinos em Interlagos (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)

Enquanto houver chance, haverá esperança. É assim que Gaetano di Mauro encara a derradeira etapa da temporada 2017 do Brasileiro de Turismo, que vai definir seu campeão neste fim de semana em Interlagos. Ciente de que não vai ser nada fácil tirar os 34 pontos de diferença para Gabriel Robe e sair do ‘templo do automobilismo’ com a taça na mão, o piloto da W2/Shell Racing só tem um objetivo: vencer a última corrida do campeonato. Gaetano começou bem e marcou o melhor tempo da sexta-feira (8) de treinos livres em São Paulo.
 
No primeiro treino livre do fim de semana, Gaetano marcou 1min50s267 para liderar a sessão e também o dia de trabalhos em Interlagos. Di Mauro foi seguido logo pelo seu grande adversário na luta pelo título. Robe levou o carro #35 da Motortech ao segundo lugar, enquanto Raphael Abbate foi o terceiro. Sobre ele, cabe um parágrafo à parte. 
Gaetano di Mauro foi o mais rápido da sexta-feira de treinos em Interlagos (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Abbate corre neste fim de semana no lugar de Raphael Reis, o que é surpreende pelo fato de o brasiliense ainda ter chances matemáticas de título, se colocando em terceiro lugar no campeonato. Raphael fez as temporadas de 2013 e 2014, as duas primeiras do Brasileiro de Turismo, e correu por dois anos pela equipe Hot Car na Stock Car. Em 2017, o paulista de 26 anos cruzou o Atlântico e disputou a Euro Lambo Super Trofeo, onde terminou em quarto lugar.
 
Agora, Abbate volta para fechar a temporada no Brasileiro de Turismo e começou bem, pegando a mão de um carro que já estava acostumado lá atrás, porém com evoluções. Gustavo Myasava, piloto da MRF Motorsport, foi o quarto, enquanto o experiente Marco Cozzi foi o quinto, à frente de Lukas Moraes, que volta à categoria para a última etapa do ano com a equipe Nascar, e Gustavo Frigotto, que também conta com chances matemáticas para ser o campeão.
 
No período da tarde, os 20 pilotos — um grid bem considerável, diga-se — tiveram de lidar com uma pista em condições distintas em relação à manhã em razão da chuva que desabou em Interlagos e deixou o asfalto mais úmido. Ainda assim, considerando as condições, os tempos foram bem razoáveis. Pietro Rimbano foi o mais rápido do segundo treino ao marcar 1min51s207. Di Mauro continuou muito bem e ficou a apenas 0s017 da liderança. Mas Robe estava ali, logo atrás, e ficou em terceiro lugar.
 

Myasava foi o quarto colocado, à frente de Luca Milani, Cozzi, Abbate e Frigotto, que completou o rol dos oito primeiros colocados em Interlagos.
 
A programação do Brasileiro de Turismo para sábado, que costuma ser bastante intensa, desta vez vai ser mais tranquila e com apenas duas atividades: o treino de aquecimento de dez minutos, a partir das 16h30, e o treino classificatório que vai definir o grid de largada da grande final, marcado para 17h50 e também com duração de dez minutos. A decisão do Brasileiro de Turismo está marcada para domingo, com largada prevista para 13h45 (horário de Brasília), com 35 minutos e mais uma volta de duração.
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO