Preining sobrevive ao caos em Norisring e leva Porsche à 1ª vitória no ano no DTM

A corrida 1 em Norisring foi acidentada, mas Thomas Preining passou ileso e não só venceu pela primeira vez no DTM, como enfim levou a Porsche ao lugar mais alto do pódio em 2022

Thomas Preining sobreviveu ao caos no início da corrida 1 em Norisring, realizada neste sábado (2), e venceu pela primeira vez no DTM. O feito do jovem austríaco ainda deu à Porsche a primeira vitória no ano na categoria.

Largando em segundo, com Kelvin van der Linde ao seu lado na posição de honra, Preining manteve o posto no início da corrida, que foi conturbado por conta do toque entre Franck Perera (GRT) e Arjun Maini (HRT Mercedes) que desencadeou numa batida múltipla e provocou, entre vários abandonos, a retirada precoce do líder Sheldon van der Linde.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Sheldon van der Linde não completou a corrida 1 (Foto: BMW)

Na relargada, Preining saiu-se melhor e assumiu a ponta para de lá não sair mais. O piloto da Bemhard controlou bem a vantagem de mais de 3s construída ao longo da prova e não teve dificuldades para cruzar em primeiro. Kelvin, por sua vez, abandonou no fim.

A briga pelos demais lugares do pódio, no entanto, foi intensa até a última volta, e quem levou a melhor foi Dennis Olsen. O #94 tentou de todas as formas ultrapassar René Rast (ABT) na disputa pelo segundo lugar, com direito a carro lado a lado na curva e advertência por uma manobra mais agressiva, mas foi só no fim, graças a um erro do adversário, que terminou apenas atrás de Preining.

Apesar de serem de equipes diferentes, Preining e Olsen acabaram dando à Porsche uma dobradinha em Norisring. A Rast, que foi combativo até a última volta, restou o terceiro lugar com a Audi, mas ao menos pode dizer que conseguiu impedir a trinca da Porsche no pódio, já que Laurens Vanthoor ficou em quarto.

Philipp Eng conseguiu terminar em quinto com a BMW e também travou um bom duelo primeiro contra os adversários. No final, ele superou a Mercedes e Maximilian Götz, que terminou em sexto.

Luca Stolz, também com Mercedes, ficou em sétimo, seguido por Ricardo Feller — que chegou a estar em quinto, mas acabou superado pelos adversários nas voltas finais, terminando apenas em oitavo com a Audi. Mikaël Grenier e Clemens Schmid completaram os dez primeiros.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar