Acidente tira Duval das 24 Horas de Le Mans e faz Audi chamar Gené para formar trio com Di Grassi e Kristensen no #1

Loïc Duval permaneceu sob observação no hospital na noite desta quarta-feira e não vai disputar as 24 Horas de Le Mans depois do gravíssimo acidente que sofreu no treino livre em Sarthe. Seu substituto será Marc Gené

Loïc Duval não vai poder disputar as 24 Horas de Le Mans de 2014 após o grave acidente que sofreu no treino livre realizado na tarde de quarta-feira (11) na França. O francês está passando a noite em observação no Hospital Central de Le Mans e terá de ser substituído por Marc Gené no protótipo #1 da Audi.

Duval bateu forte na única sessão livre da semana em Sarthe. Ele saiu da pista na curva Porsche, chegou a decolar e atingiu com a parte traseira do carro a barreira de proteção. O R18 e-tron quattro ficou destruído, mas a segurança da célula de sobrevivência do protótipo alemão fez ele escapar com o que a equipe chamou de “dois arranhões”.

Esses dois arranhões, no entanto, não permitirão que ele corra atrás da segunda vitória da carreira em Le Mans. Ele venceu no ano passado correndo junto de Tom Kristensen e Allan McNish e defenderia o triunfo junto de Kristensen e do brasileiro Lucas Di Grassi — o escocês se aposentou após a conquista do título mundial em 2013.

Junto de McNish e Kristensen, Duval venceu as 24 Horas de Le Mans e o Mundial de Endurance na temporada 2013 (Foto: Audi)

De acordo com a ‘Autosprint’ e a ‘Motorsport-Total’, os arranhões sofridos por Duval são um corte de 50 cm na perna e outro no pescoço, provocado pelo cinto de segurança.

“O acidente pareceu horrível”, disse Chris Reinke, chefe do projeto de LMP da Audi. “Foi por causa do conceito de segurança do Audi R18 e dos protótipos de Le Mans que Loïc sobreviveu a esse enorme acidente quase ileso. Estamos aliviados por ver que ele está bem, considerando as circunstâncias”, continuou.

Duval não foi o único a bater nas curvas Porsche nesta quarta. O brasileiro Fernando Rees, que defende a Aston Martin na classe GTE Pro, saiu do traçado no mesmo ponto e se chocou com violência contra o muro de proteção com a lateral esquerda do carro. Segundo a Aston Martin, o piloto passa bem, mas os danos causados às cercas do autódromo obrigaram a direção de prova a encerrar meia hora mais cedo a primeira sessão classificatória.

Substituto, Gené estava na pista hoje pela equipe Jota, da LMP2. Lá, terá sua vaga preenchida por Oliver Turvey. O espanhol foi titular da Audi em Le Mans em 2013, quando correu junto de Di Grassi e do inglês Oliver Jarvis e terminou a prova na terceira posição.

Gené tem no currículo uma vitória em Le Mans: em 2009, com a Peugeot ao lado de Alexander Wurz e David Brabham, derrotou o poderoso esquadrão de Ingolstadt.

A programação das 24 Horas de Le Mans tem continuidade neste sábado com mais duas sessões classificatórias de duas horas cada uma. A primeira delas tem início às 14h (de Brasília) e a outra, às 17h.

O trabalho intenso dos mecânicos da Audi vai permitir que o #1 esteja pronto para entrar na pista já no treino do fim da tarde na França. Di Grassi, Kristensen e Gené terão de completar pelo menos três voltas cronometradas à noite, como exige o regulamento, para ficarem aptos a largar no próximo sábado para a 82ª edição da maior prova de endurance do planeta.

Assim ficou o carro de Loïc Duval após acidente (Foto: Twitter/Autosprint)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube