Alonso se surpreende com número de voltas em Daytona e mira melhora: “Precisamos encontrar mais ritmo”

Fernando Alonso admitiu que ficou surpreso com a pouca quantidade de voltas que completou no fim de semana de testes em Daytona. Asturiano cobrou melhor ritmo para a corrida de 24 horas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Fernando Alonso não está completamente satisfeito com a performance do carro para as 24 Horas de Daytona. O piloto da McLaren, Alonso vai defender a United Autosports dividindo o #23 com Lando Norris e Phil Hanson, completou o fim de semana de testes fora do top-10.
 
Fernando Alonso quer ritmo melhor para as 24h de Daytona no fim do mês (Foto: Reprodução/Twitter)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Ainda tem pequenas coisas acontecendo e é a mesma coisa com a performance do carro”, disse Alonso. “Obviamente, é cedo, são só testes, mas nós precisamos encontrar mais ritmo e, tomara, sermos mais competitivos quando voltarmos para a corrida”, seguiu.
 
Alonso focou na aclimatação, mas reconheceu que poderia ter rodado mais ao longo destes três dias de testes em Daytona.
 
“A quantidade de voltas não foi enorme, mas é melhor do que nada e me sinto mais preparado para a corrida agora, com certeza”, frisou. “Foi um bom fim de semana para trabalhar com os caras, com o time, com os companheiros de equipe, e entrar no clima de compartilhar tudo e me adaptar, e fazer compromissos entre todos nós para ficarmos felizes no geral”, comentou.
 
“Esta era a prioridade principal para o fim de semana e foi o que conseguirmos. Isso foi positivo”, avaliou. “Provavelmente, a maior surpresa foi o pouco tempo que passa no carro. As sessões não foram muito longas e você compartilha o carro, então você perde um pouco de tempo nas mudanças de pilotos, nas mudanças de setup e você acaba fazendo muito poucas voltas”, considerou.
 
“Essa talvez tenha sido a surpresa e do que senti falta neste fim de semana, mas acho que isso faz parte do jogo e nas 24 Horas vamos, certamente, acumular voltas o bastante”, previu. 
 
Questionado se encontrou problemas ao rodar no tráfego ou com as luzes artificiais, Alonso respondeu: “Não foi uma grande diferença em comparação com o dia”.
 
“Além disso, na F1 nós também temos corridas noturnas no Bahrein, em Singapura e em Abu Dhabi. O circuito é bem iluminado aqui, talvez não como outros circuitos de endurance, então não encontrei grandes problemas lá”, explicou. “A mesma coisa com o tráfego, eu estava com um pouco de medo disso. Tem sempre alguns momentos e alguns riscos quando você está ultrapassando carros aqui e ali ou se eles estão disputando um com o outro, mas isso é uma coisa normal que todos vão encarar, não só nós novatos”, reconheceu.
 
“Então isso é uma coisa em que devemos estar bem para a corrida também”, concluiu.
 
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube