Endurance

Bia Figueiredo brilha e crava melhor tempo em classificação na classe GTD em Daytona

A única tripulação totalmente feminina inscrita para as 24 Horas de Daytona brilhou na sessão de classificação que definiu a ordem dos boxes da classe GTD no último sábado. E Bia Figueiredo foi quem fez o melhor tempo com o Acura NSX GT3 da Meyer Shank na ponta em um grid de 23 carros
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Bia Figueiredo com o Acura NSX GT3 em Daytona (Foto: Twitter)
Em meio aos treinos livres neste fim de semana de preparação para a disputa das 24 Horas de Daytona, entre 26 e 27 de janeiro, a programação compreendeu também uma sessão de classificação no último sábado (5) dedicada exclusivamente às tripulações da classe GTD. E o grande destaque foi o quinteto feminino da Meyer Shank, que conta com Bia Figueiredo, Simona de Silvestro, Katherine Legge, Christina Nielsen e Jackie Heinricher. Coube à brasileira, conhecida nos Estados Unidos como Ana Beatriz, o melhor tempo não apenas da tripulação, mas de toda a sessão, sendo o grande destaque com o Acura NSX GT3 #57.
 
Liderando um grid com 23 carros na categoria, Bia marcou 1min45s537 como melhor tempo, superando em 0s050 a tripulação do Lexus RC F GT3 da equipe AIM Vasser Sullivan, que conta com Frankie Montecalvo — autor do melhor tempo do carro —, e os também norte-americanos Jeff Segal, Aaron Telitz e Townsend Bell. Em terceiro, ficou a outra tripulação da Meyer Shank, que opera em conjunto com a Curb Argajanian, com o Acura NSX GT3 #86 de Trent Hindman, AJ Allmendinger, Justin Marks e Mario Fambacher, que ficaram 0s120 atrás do tempo de Bia.
Jackie Heinricher, Christina Nielsen, Katherine Legge, Simona de Silvestro e Bia Figueiredo em Daytona (Foto: Michelin/Twitter)
Depois de Bia, o brasileiro melhor colocado na sessão foi Felipe Fraga, que faz parte da tripulação do Mercedes AMG GT3 #33 da Riley Motorsports. Fraga compõe o quarteto ao lado de Ben Keating, Jeroen Bleekemolen e Lucas Stolz. O conjunto ficou a apenas 0s005 do terceiro melhor tempo da sessão.
 
A Ferrari 488 GT3 #13 da equipe brasileira Via Italia Racing, formada por Chico Longo, Marcos Gomes e Victor Franzoni, terminou a sessão em oitavo lugar. Coube ao jovem Franzoni o melhor tempo do trio brasileiro na sessão: 1min45s903, 0s366 atrás da marca de Figueiredo.
 
Ainda entre os brasileiros, Daniel Serra compõe o quarteto da equipe Spirit of Race, que acelera a Ferrari 488 GT3 #51 com Paul Dalla Lana, Pedro Lamy e Mathias Lauda. O veterano canadense Dalla Lana acelerou na sessão classificatória e anotou o 19º melhor tempo.

 
O treino classificatório realizado neste sábado na classe GTD não serve para definir a posição no grid de largada das 24 Horas de Daytona, mas sim para sacramentar as posições dos boxes de cada uma das equipes para a prova. O mesmo vai acontecer neste domingo para as demais classes do grid: DPi, LMP2 e GTLM.