Com Aitken e Sims, Derani bate BMW e vence 12 Horas de Sebring pela 4ª vez no IMSA

Com vitória da Cadillac, Pipo Derani conquistou a quarta vitória nas 12h de Sebring. Trio de Felipe Fraga venceu na classe LMP3

A Action Express venceu as 12h de Sebring, realizadas neste sábado (19), em uma corrida movimentada em que a liderança passou pelas mãos da Ganassi e Andretti. O carro #31 da AXR, guiado por Alexander Sims, Jack Aitken e o brasileiro Pipo Derani, precisou se recuperar de um incidente com um carro da LMP3 na parte inicial da corrida, que exigiu uma ida aos boxes para fazer reparos no espelho lateral esquerdo e no bico de seu Cadillac. No fim, Pipo levou Sebring pela quarta vez na carreira.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

A reta final da corrida vencida pelo trio do brasileiro foi absolutamente eletrizante. Com pouco mais de 4 horas para o fim da prova, a Wayne Taylor recebeu um drive-through por excesso de velocidade no pitlane, o que prejudicou a corrida da equipe de forma considerável. Faltando 3 horas para o fim, Sébastien Bourdais liderava quando viu seu carro sofrer de problemas de confiabilidade e pegar fogo. O caminho parecia ter ficado livre a Wayne Taylor e a Porsche brigarem pela vitória. Porém, com cerca de 1 hora para a bandeira quadriculada, o Porsche #7 sofreu uma penalidade após a equipe fazer um trabalho no carro fora da área delimitada nos boxes.

Na sequência, Mathieu Jaminet, também da Porsche, ultrapassou Felipe Nasr, assumiu o segundo lugar e partiu para o ataque em cima de Filipe Albuquerque. Depois de uma disputa roda com roda Jaminet conseguiu concluir a manobra, mas recebeu o troco logo em seguida. Nos 30 minutos finais das 12h de Sebring, Aitken assumiu a liderança depois de ultrapassar Jaminet  – que levou a melhor sobre Albuquerque nos boxes. Mas Mathieu não deixou barato, respondeu à altura e recuperou o primeiro lugar.

Pipo Derani é um dos maiores vencedores de uma das principais provas do mundo (Foto: Brian Cleary)

O francês, no entanto, se envolveu em um acidente com Albuquerque na curva 3, que atingiu também carros da GTD. Nasr, que estava pouco atrás, também se envolveu no acidente. Quem se deu bem com a situação foi Aitken, que saiu ileso da confusão e assumiu a ponta para não perder mais. Com isso, Derani conquistou a quarta vitória nas 12h de Sebring, com pouco mais de 2s de vantagem para a BMW de Connor De Phillippi, Nick Yelloly e Sheldon Van der Linde.

Na LMP2, após o reinício da corrida, Scott McLaughin abriu caminho e bateu Mikkel Jensen por apenas 0s834. McLaughlin, que correu ao lado de John Farano e Kyffin Simpson, ainda foi para o pódio geral. O top-5 da classe foi completado, respectivamente, pelos carros #18, #52 e #04, todos da ORECA.

Na LMP3, a vitória ficou com o carro de Felipe Fraga, que dividia o bólido com Gar Robinson e Josh Burdon. A glória ficou mais próximo depois que o pneu do carro de Pietro Fittipaldi se soltou e tirou da corrida o carro #30, que era guiado por Ari Balogh, Garett Grist e Dakota Dickerson.

Na GTD Pro, a vitória ficou com o Porsche da equipe Pfaff, que contou com Patrick Pilet, Klaus Bachler e Laurens Vanthoor. O pódio foi completado pela Lexus de Jack Hawksworth, Ben Barnicoat e Kyle Kirkwood e a Mercedes da Weather Tech guiada por Daniel Juncadella, Jules Gounon e Maro Engel. Entre os amadores, triunfo dea Paul Miller, que correu com um BMW pilotado por Madison Snow, Bryan Sellers e Corey Lewis.

Os demais brasileiros: Nasr foi quinto na GTP, seguido por Helio Castroneves. Augusto Farfus ficou em oitavo, enquanto Fittipaldi fechou em sétimo na LMP2. O trio de Daniel Serra e Gabriel Casagrande, de Ferrari, foi sexto na GT Daytona.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.