Farfus deixa treinos em Daytona e viaja para Penha para disputa do Desafio das Estrelas

Augusto Farfus realizou três dias de treinos em Daytona visando as 24 Horas e vai deixar a BMW Z4 para vir ao Brasil e andar de kart em Penha

Augusto Farfus começou o ano a todo vapor. Logo no dia 2, o vice-campeão do DTM viajou para Daytona e realizou seus primeiros testes no circuito para disputa das 24 Horas locais no fim do mês. Depois dos treinos, o piloto fez as malas para vir ao Brasil para disputar novamente o Desafio das Estrelas de Kart. 

Farfus volta à "especial" Daytona depois de 11 anos. "Foi lá que fiz a minha primeira corrida de 24 horas", comentou o curitibano, que avaliou os treinos como produtivos. "Tivemos a chance de conhecer melhor o carro e melhorar o balanço. No começo, a nossa Z4 não era rápida o suficiente, mas conseguimos fechar a última sessão em terceiro na categoria, e isso mostra uma clara evolução do carro", falou. "Pelas características, a Z4 é muito boa no misto, mas não é tão rápida de reta, e isso não ajuda, já que Daytona é uma pista de altíssima velocidade. Mas esse terceiro lugar no último treino mostra o quanto o carro está evoluindo e que estamos no caminho certo.

O brasileiro sabe que, em corridas de longa duração, "o principal é ficar na corrida para depois poder brigar pela vitória". "A Z4 já fez várias corridas desse tipo e é um carro que tem tudo para chegar ao fim da prova e, chegando lá, temos tudo para almejar o topo do pódio", completou.

Sobre a competição de kart organizada por Felipe Massa, Farfus vê como uma confraternização entre amigos onde todos querem andar na frente. "Vou para me divertir, mas quero estar na briga, buscar um bom resultado. E será legal também porque faz mais de um ano que não ando de kart, que foi onde tudo começou. Mas kart é igual andar de bicicleta, a gente nunca esquece", finalizou.

Oferecimento:  

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube