Le Mans escolhe quem vence e entregar corrida é castigo eterno, diz Gabriel Curty

Na edição de 2019 das 24 Horas de Le Mans, o Toyota #7 vinha para uma vitória certa quando, na hora final, teve dois furos nos pneus. Isso permitiu com que o #8 o ultrapassasse e triunfasse sem problemas. No Paddock GP, os jornalistas debateram se a vitória deveria ter sido entregue

No último final de semana aconteceu a icônica 24 Horas de Le Mans. O Toyota #7 liderou 23 horas da prova, mas logo na reta final, teve dois furos nos pneus e acabou perdendo a vitória para o Toyota #8, que inclusive foi campeão do Mundial de Endurance. No PADDOCK GP #164, os comentaristas debateram se a vitória deveria ter sido entregue, com Gabriel Curty defendendo que seria impensável algo desse gênero. ASSISTA

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar