Mais rápido do fim de semana, Jordan Taylor lidera terceiro treino para 24 Horas de Daytona. Alonso marca 11º tempo

Jordan Taylor foi o mais rápido do terceiro treino livre da Roar Before the 24, o fim de semana de testes para as 24 Horas de Daytona. Enquanto isso, os líderes dos treinos da sexta-feira, o #5 de Christian Fittipaldi, ficaram com o sexto posto. Fernando Alonso conseguiu ser superior aos companheiros e colocou a equipe em 11ª, enquanto Lance Stroll segue na sombra de Felix Rosenqvist e, dessa vez, Daniel Juncadella

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Após dois treinos na sexta-feira em que o #5 da Action Express dominou completamente, a primeira sessão deste sábado (6) teve o Cadillac #10 da Wayne Taylor Racing na liderança. Jordan Taylor anotou 1min37s188 – melhor volta da sessão de testes até aqui. O trio, além de Taylor, é bom lembrar, também tem Renger van der Zande e Ryan Hunter-Reay.

 
Com a segunda colocação, 0s196 atrás da liderança, Tristan Vautier encaixou o #90 da Spirit of Daytona e levou os companheiros Matthe MacMurray e Eddie Cheever III. Romain Dumas foi o terceiro mais rápido com o Oreca #54 da CORE – que conta também com Jonathan Bennett e Colin Braun.
 
Líderes por completo na sexta-feira, o #5 ficou com o sexto posto – e com Christian Fittipaldi como o mais rápido. Christian foi o brasileiro mais veloz do dia, seguido por Pipo Derani, que colocou o #22 da Tequila Patrón no oitavo posto. 
 
Entre os estrelados pilotos da F1, Fernando Alonso foi o mais rápido de seu trio e colocou o #23 na 11ª colocação. Paul di Resta foi o mais rápido no #32 da United Autosports que também tem Bruno Senna – e levou a parceria ao 17º posto. A parceria de Lance Stroll, o #37 da Jackie Chan Racing, ficou à frente de ambos, na nona colocação, mas foi Daniel Juncadella quem andou mais forte.
 
A nova Penske Acura encaixou ambas as parcerias em sequência. Com Dane Cameron sendo o mais veloz, o #6 de Juan Pablo Montoya e Simon Pagenaud terminou no 12º posto, enquanto Ricky Taylor colocou o #7 de Helio Castroneves logo na sequência. 
Carro #10 da Wayne Taylor Racing em Daytona (Foto: Twitter/Wayne Taylor Racing)
Assim como na noite da sexta-feira, Scott Dixon cravou a melhor volta da classe GTLM para o #67 da Ganassi: 1min44s282, com a parceria que também tem Ryan Briscoe e Richard Westbrook. A Ganassi #66, com Dirk Mueller como mais rápido, ficou com a segunda colocação – 0s130; Alessandro Pier Guidi pôs a Ferrari 488 #62 da Risi na terceira posição. Augusto Farfus colocou a BMW #24 na oitava colocação da classe.
 
Na GTD, Matteo Cairoli marcou 1min47s125 e voltou a andar forte e garantiu a primeira colocação para a Porsche #59 – que conta também com Sven Muller, Harald Proczyk e Steve Smith. Rolf Ineichen foi o mais rápido do Lamborghini Huracán #11 da GRT Grasser e ficou com o segundo posto, enquanto Andrea Caldarelli deixou outro Lamborghini Huracán, esse o #48 da Paul Miller, na terceira posição. O quarto posto ficou com Daniel Serra, mais rápido da Ferrari #51. 
 
O quarto dia de treinos acontece às 18h30 (de Brasília) deste sábado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube