Mazda mantém domínio e abre sábado de treinos na frente em Daytona. Alonso é segundo e Derani, 4º

Assim como na abertura dos treinos para as 24 Horas de Daytona, na sexta-feira, o sábado (5) começou novamente com a Mazda na frente. Harry Tincknell cravou o melhor tempo, com 1min34s925. Fernando Alonso se destacou no seu stint com o Cadillac DPi da Wayne Taylor Racing e foi o segundo, pouco mais de 0s1 atrás

A Mazda voltou a dar as cartas no Daytona International Speedway neste sábado (5). No terceiro treino livre deste fim de semana como preparação para a disputa das 24 Horas de Daytona, no fim de janeiro, Harry Tincknell anotou 1min34s925, registrou o melhor tempo para a tripulação do Mazda DPi ##55 da Team Joest, que também conta com Olivier Pla e Jonathan Bomarito. 
 
Fernando Alonso vai provando sua adaptação cada vez mais rápida ao Cadillac DPi #10 da Wayne Taylor Racing. O bicampeão mundial de F1 registrou o segundo melhor tempo da sessão, ficando a pouco mais de 0s1 do tempo de Tincknell. A equipe, que conta também com Renger Van der Zande, Jordan Taylor e Kamui Kobayashi, foi a mais rápida do segundo treino da sexta-feira, tendo seu melhor tempo feito pelo japonês, mas com marca inferior ao registrado por Oliver Jarvis na primeira sessão. 
 
O outro protótipo da Mazda completou o top-3, novamente com Jarvis andando bem e sendo o mais rápido da tripulação que conta também com Tristan Nuñez, Timo Bernhard e René Rast.
Harry Tincknell liderou o terceiro treino livre de preparação para as 24 Horas de Daytona (Foto: IMSA)

Em seguida, vieram os dois Cadillacs DPi da Action Express. Novo piloto da consagrada equipe, Pipo Derani colocou o #31 em quarto lugar, liderando a tripulação que conta também com Felipe Nasr e Eric Curran. E João Barbosa anotou o quinto tempo da sessão com o #5, que conta também com Christian Fittipaldi — que se despede neste mês como piloto —, Filipe Albuquerque e Mike Conway.

 
Os Acura DPi da Penske ficaram logo atrás, com a tripulação #6, comandada por Alexander Rossi e que conta também com Helio Castroneves e Ricky Taylor, em sexto, e o #7, de Simon Pagenaud, Juan Pablo Montoya e Dane Cameron na sétima posição. Em oitavo, ficou o Cadillac CPi #85 da JDC-Miller, que conta com Rubens Barrichello, Tristan Vautier, Mikhail Goikhberg e Delvin DeFrancesco, autor da volta mais rápida da tripulação, com 1min36s503.
 
Na classe LMP2, a liderança ficou novamente com a PR1 Mathiasen. O Oreca LMP2 #52, que ganhou neste sábado o reforço de Mark Kvamme, teve também Gabriel Aubry e Matt McMurry como o mais rápido ao registrar 1min38s107.
Fernando Alonso foi um dos destaques do terceiro treino livre (Foto: Daytona International Speedway)

A Porsche voltou a liderar na classe GTLM, mas desta vez com o #912. Mathieu Jaminet fez a melhor volta, 1min43s862, com conjunto formado também por Earl Bamber. Destaque para o experiente e vitorioso espanhol Antonio García, que colocou o Corvette C7.R #3, tripulado também por Jan Magnussen e Mike Rockenfeller, em segundo, com o outro Porsche, o #911 de Patrick Pilet, Nick Tandy e Frédéric Makowiecki, fechando a lista dos três primeiros.

 
Já na GTD, que conta com o maior número de inscritos e também com o maior número de brasileiros na pista, fechou a fila dos 47 carros que estiveram em ação em Daytona na sessão. Desta vez, a liderança ficou com o Porsche 911 GT3 da Black Swan Racing, tripulado por Timothy Pappas, Matteo Cairoli, Dirk Werner e Marco Seefried, que anotou 1min45s919 como melhor tempo do quarteto.
 
A Ferrari 488 GT3 #51 da equipe Spirit of Race, que contou novamente com Daniel Serra como o mais rápido e composta também por Paul Dalla Lana, Pedro Lamy e Mathias Lauda, ficou em terceiro lugar na categoria. Em quinto na GTD e 27º no geral ficou a brasileira Via Italia Racing, que alinha a Ferrari 488 GT3 #13 de Chico Longo, Marcos Gomes e Victor Franzoni, o mais rápido do trio ao registrar 1min46s193.
 
Jeroen Bleekemolen, companheiro de equipe de Felipe Fraga, Lucas Stolz e Ben Keating, foi o nono colocado na classe com um Mercedes AMG GT3 da equipe Riley Motorsports. E coube a Bia Figueiredo o melhor tempo do quarteto feminino da Meyer Shank Racing, formado também por Simona de Silvestro, Katherine Legge e Christina Nielsen. A brasileira anotou 1min46s750 como volta mais rápida na sessão.
 
A programação do fim de semana compreende mais dois treinos livres neste sábado e mais duas sessões, além da simulação de classificação, neste domingo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube