Sem acordo com Lotus, equipe de ex-executivo da F1 entra na temporada 2015 do WEC sob nome de ByKolles

Executivo com grande histórico na F1, mais recentemente com passagem na Caterham, Colin Kolles inscreveu sua equipe na temporada 2015 do Mundial de Endurance sob nome nome, agora que a Lotus não tem mais um acordo com a ByKolles

Colin Kolles, que por um breve período de tempo esteve envolvido na Caterham antes da instalação da grande crise que mandou a equipe para administração judicial no ano passado, inscreveu sua equipe sob um novo nome para participar da temporada 2015 do WEC, incluindo as 24 Horas de Le Mans.
 
A ByKolles disputou o WEC em 2014 com a bandeira da Lotus, mas, com o fim do acordo, agora a equipe vai às pistas com o 2015 CLM P1, carro desenvolvido com o patrocínio da Yellowings, empresa austríaca de patrocínios esportivos, definidas por Kolles como tendo a capacidade de "fazer companhias com menores orçamentos ou novas start-ups a se tornarem envolvidas no mundo animador do automobilismo".
ByKolles se inscreve no grid do WEC sem apoio da Lotus (Foto: Luca Bassani)

O modelo terá novo bico e suspensão traseira, uma repaginada na aerodinâmica, novo câmbio e menor peso. Segundo Kolles, a equipe, que levará apenas um carro nas primeiras etapas, poderá contar com dois após Le Mans.
 
"Aprendemos muito no ano passado após vários desafios. Progredimos com tudo contra nós, mas sabemos que precisamos de grandes avanços para a temporada 2015. O time tem trabalhado duro para produzir um carro muito competitivo", disse o diretor de operações da ByKolles, Boris Bermes.
 
O carro será apresentado em março, durante o teste oficial do WEC em Paul Ricard. O piloto será divulgado nas próximas semanas, segundo Kolles. 
 
 DOIS A TRÊS SEGUNDOS

Os carros de F1 devem se mostrar entre dois e três mais rápidos na temporada 2014. A afirmação, baseada em informações fornecidas pelas equipes, é feita por Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli. Isso significa que os carros deverão voltar a andar no ritmo em que andavam com os motores V8 aspirados — às vezes, até mais rápidos.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

ÁREA 27

Recebeu a luz verde a construção de um autódromo desenhado pelo campeão mundial de 1997, Jacques Villeneuve, no Canadá. O traçado de 4,8 km, localizado no distrito de South Okanagan, na província da Colúmbia Britânica, está sendo chamado de ‘Área 27’ — número que consagrou tanto Jacques quanto seu pai, Gilles. Ao explicar sobre o que se trata o projeto, o piloto disse que sempre teve vontade de desenhar um circuito — e que este teria de possuir um traçado marcante.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

A COISA ESTÁ FEIA

Em situação falimentar, a Sauber pena para desenvolver o C34 porque usou todo o dinheiro que recebeu de Felipe Nasr, Marcus Ericsson e a FIA para pagar o que devia. Não fosse a Ferrari a parceira que é, a equipe suíça teria caído fora do campeonato junto com a Caterham e a Marussia. O GRANDE PRÊMIO conta os bastidores da escuderia que vai ter de se virar para tentar alinhar seus carros no GP da Austrália, daqui 50 dias.

Leia a reportagem exclusiva do GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube