Endurance

Toyota ainda investiga razão para “perda súbita de potência” nos minutos finais em Le Mans: “Nunca vimos isso acontecer”

Depois de perder a vitória das 24 Horas de Le Mans a seis minutos do fim, a Toyota ainda segue investigando o que provocou a perda súbita de potência na penúltima volta da corrida, mas ainda não descobriu a razão para a falha. A Porsche ficou com o triunfo após o contratempo da rival
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 O Toyota #5 de Anthony Davidson, Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima (Foto: Toyota)

A Toyota, que sofreu uma das derrotas mais doídas nas 24 Horas de Le Mans, ainda não identificou o que provocou a falha no motor que tirou a vitória no último domingo (19) na mais importante corrida do endurance no mundo. Por conta do problema na abertura nos minutos finais, a marca japonesa acabou entregando o triunfo à Porsche, com quem travou uma dura batalha ao longo da prova francesa.
 
As investigações iniciais na pista não revelaram a razão para a perda repentina de potência do TS050 #5 nos seis minutos finais da corrida, quando era pilotado por Kazuki Nakajima. Um porta-voz da equipe confirmou que o time segue tentando entender o que aconteceu.
 
"Nós sofremos uma súbita perda de potência e ainda estamos investigando a causa, porque é algo que nunca vimos acontecer antes. A atualização completa sobre esse assunto será divulgada em um momento oportuno", disse.
Nakajima é carregado após descer do carro (Foto: Getty Images)

Os caminhões da Toyota deixaram Le Mans nesta manhã de terça-feira e estão voltando para a sede da equipe na Europa, na cidade de Colônia, na Alemanha.
 
O carro #5, que era pilotado por Nakajima, Anthony Davidson e Sébastien Buemi, vinha no comando da corrida com um minuto de diferença para a Porsche, quando apresentou problemas. Kazuki surgiu lento na linha de chegada na penúltima volta e por lá parou o carro, mas conseguiu recuperar os sistemas para completar a volta final. A Toyota, entretanto, não conseguiu a classificação porque levou mais de seis minutos para fechar o giro, o que vai contra o regulamento. 
 
Assim, o Porsche #2 assumiu a liderança e ficou com a vitória na edição 2016 das 24 Horas de Le Mans. A segunda colocação acabou nas mãos de Mike Conway, Stéphane Sarrazin e Kamui Kobayashi no Toyota #6.
PADDOCK GP #33 ANALISA GP DO CANADÁ E FAZ PRÉVIA DO GP DA EUROPA