Trio de Kubica vence 4H de Barcelona pela ELMS. Fittipaldi vai ao pódio na classe Pro-Am

A temporada 2021 do European Le Mans Series começou neste fim de semana com a disputa das 4 Horas de Barcelona. A vitória na classe principal da disputa, a LMP2, ficou com o trio formado por Robert Kubica, Louis Delétraz e Yifei Ye. Pietro Fittipaldi, em sua estreia na competição, foi o sétimo colocado no geral e segundo na classe Pro-Am

Assista aos melhores momentos do GP da Emília-Romanha de F1 (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Robert Kubica de volta às vitórias, Pietro Fittipaldi no pódio. As 4 Horas de Barcelona, prova que abriu a temporada 2021 do European Le Mans Series, foi vencida pelo trio da equipe WRT com a tripulação capitaneada por Robert Kubica e que contou com o suíço Louis Delétraz, ex-F2, e o chinês Yifei Ye, campeão da Asian Le Mans Series. Foi o primeiro triunfo do polonês em sua incursão nas corridas de longa duração.

A maior parte das quatro horas de corrida em Barcelona foi percorrida por Delétraz, que fez a largada para o trio. Yifei Ye andou cerca de 1 hora e 40 minutos antes de entregar a pilotagem do protótipo para Kubica, que correu nos últimos 45 minutos e levou o LMP2 da equipe WRT à linha de chegada.

ROBERT KUBICA; LOUIS DELÉTRAZ; YIFEI YE; VITÓRIA; ELMS; 4 HORAS DE BARCELONA;
Robert Kubica entre Louis Delétraz e Yifei Ye (Foto: European Le Mans Series)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!
WEB STORIES: Como foi o GP da Emília-Romanha de Fórmula 1

O trio fechou a corrida com diferença de 22s125 para Julien Canal, Will Stevens e Gabriel Aubry, da Panis Racing. Phil Hanson, Jonathan Aberdein e Tom Gamble, da United Autosport, completaram o top-3, seguidos por Roman Rusinov, Franco Colapinto e Nyck de Vries, com o LMP2 da G-Drive Racing.

Kubica revelou ter ficado surpreso pela forma como conquistou a vitória em Barcelona. “Para ser sincero, não esperava ter uma vida tão fácil. Quando você tem uma diferença tão grande, simplesmente você só leva o carro para casa. Mas, para ser sincero, tudo foi feito bem antes do fim de semana. A equipe fez um grande trabalho. O projeto começou muito tarde e a equipe trabalhou duro. Não foi fácil nas últimas semanas, mas nos preparamos bem para esta corrida desde os primeiros testes com a Goodyear [fornecedora de pneus], há um mês, e também na segunda e terça-feira, nos testes”, disse.

“Eu só precisava levar o carro para casa. Não tinha interesse em forçar, estava pilotando na margem de segurança para o caso de haver algum safety-car ou algo do tipo. Tive de manter os pneus tão conservados quanto fosse possível se alguma coisa acontecesse”, destacou.

PIETRO FITTIPALDI; EUROPEAN LE MANS SERIES; 4 HORAS DE BARCELONA;
Pietro Fittipaldi foi ao pódio das 4 Horas de Barcelona com John Falb e Rui Andrade (Foto: Clement Marin/G-Drive Racing/RF1)

“Parabéns a Vicente Vosse, dono da equipe, que incentivou muito este projeto, e aos meus companheiros de equipe, que têm sido muito incríveis, não apenas hoje. Acho que você conquista o sucesso não apenas no dia da corrida, mas bem antes disso. E toda a equipe mandou muito bem”, concluiu.

Na classe Pro-Am da LMP2, a vitória ficou com o trio da equipe Ultimate, formado por Mathieu Lahaye, Jean-Baptiste Lahaye e François Heriau. Em segundo lugar terminou a tripulação formada por Pietro Fittipaldi, Rui Andrade e John Falb, que correm também pela G-Drive.

O brasileiro destacou o resultado da equipe na Catalunha. “Foi um bom início para o campeonato. Muito bom começar com um pódio e entre os sete melhores na classificação geral”.

“A gente tentou ao máximo esta vitória, mas tivemos alguns percalços na corrida de 4 horas: o Rui tomou um toque, no qual ele não teve culpa nenhuma, o que acabou danificando o bico. E, mesmo perdendo um pouco de performance, a equipe decidiu não trocar para o meu stint, pois a gente perderia muito tempo no pit para o conserto”, explicou.

“Claro que podemos melhorar alguns aspectos já para a próxima corrida, mas é ótimo estrear com um pódio na categoria. Nossa equipe fez um ótimo trabalho em Barcelona e temos chances de brigar pela vitória em todas as etapas do ano na European Le Mans Series”, complementou.

O brasileiro, que em razão dos seus compromissos na ELMS não esteve com a Haas neste fim de semana na Fórmula 1, tem uma agenda cheia pela frente. O piloto vai disputar a rodada dupla do Texas da Indy nos dias 1 e 2 de maio. Dias depois, Pietro cruza novamente o Atlântico para correr a etapa do European Le Mans Series no Red Bull Ring, marcada para 16 de maio.

A Cool Racing, com um Ligier-Nissan, venceu na nova classe LMP3 com Nicolas Maulini, Niklas Kruetten e Matt Bell, que triunfaram em um grid formado por 16 carros na categoria. E na LMGTE, com oito carros no grid, teve o triunfo da equipe Iron Lynx, que conquistou a vitória com Rino Mastronardi, Matteo Cressoni e o experiente Miguel Molina a bordo da Ferrari 488 Evo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube