eSports

Brendon Leigh confirma favoritismo e fatura bi da F1 eSports com uma corrida de antecedência

Chegando com a ampla vantagem de 43 pontos na etapa final, o inglês Brendon Leigh conquistou com facilidade o título da competição virtual da F1 em 2018. O evento foi realizado em Londres
Warm Up / THIAGO IZEQUIEL, de Maricá
 Brandon Leigh foi bicampeão da F1 e-sports (Foto: F1 eSports)
 
A competição virtual da F1 viu novamente a Mercedes ser campeã. O inglês Brendon Leigh levou o título neste domingo (18), no terceiro evento realizado ao vivo na Gfinity eSports Arena, em Londres. O campeonato de eSports da maior das categorias do automobilismo foi dividido em três eventos, cada um com três corridas, com exceção da final, que contou com quatro, sendo a última com pontuação dobrada.
 
A final começou com a primeira prova na virtual Hockenheim e passaria por outras três conhecidas pistas do calendário da F1: Singapura, Austin e Abu Dhabi. Brendon, grande favorito da competição, já contava com 43 pontos e cinco vitórias consecutivas, tendo seu pior resultado na sexta corrida, realizada no evento anterior - um quinto lugar. O único piloto que viu a bandeira quadriculada antes de todos, além do líder do campeonato, foi justamente Daniel Bereznay, também da Mercedes, que vinha em segundo na competição.
 
A prova inaugural viu mais um piloto vencer pela primeira vez, agora o representante da Sauber, Salih Saltunc, deixando Leigh em segundo e Joni Tormala, da Red Bull, em terceiro. No entanto, o líder da Mercedes voltou a ganhar na oitava corrida, em Singapura, ficando a três pontos de conseguir o título.
Brandon Leigh foi bicampeão da F1 e-sports (Foto: Reprodução)
No Circuito das Américas, na penúltima prova do evento, Brendon conquistou o campeonato de pilotos e de equipe, com a sua sexta vitória durante a campanha. E, com isso, apesar de oferecer o dobro da pontuação, a corrida virtual em Yas Marina não era mais o suficiente para que Bereznay tivesse chances de título, já que este era então o único piloto com condições matemáticas de alcançar Brendon. Bereznay venceu a prova, ficando com o vice, seguido de Bono Huis, da McLaren Shadow, e de Frederik Rasmussen, da Toro Rosso - equipe que terminou em segundo lugar no campeonato. 
 
A F1 New Balance eSports Pro Series viu novamente o jovem Brendon tornar-se campeão sem dar muitas chances para os demais competidores. Vencendo sete das dez corridas e com seu pior resultado sendo um quinto lugar, o inglês de apenas 19 anos, fã de Ayrton Senna e Jim Clark, faz jus aos seus ídolos da F1, demonstrando grande habilidade nas competições virtuais. 
 
Começando cedo na franquia de jogos da Codemasters, Leigh participa de corridas online desde a edição do F1 2012 e não mais deixou as competições multiplayer, entrando para a primeira edição da F1 eSports em 2017 e já conquistando o título inaugural. Agora, com o bicampeonato, demonstra que certamente será o protagonista de 2019 e o homem a ser batido pelos rivais, que precisarão treinar bastante. Afinal, o bicampeão é um empregado da Mercedes e chega a praticar 40 horas semanais no F1 2018 e certamente não irá diminuir o ritmo.