3° no grid em Abu Dhabi, Hamilton fala em recuperar ritmo após semana afastado da F1

Lewis Hamilton não conseguiu o melhor rendimento na classificação em Abu Dhabi, tanto pela semana afastado por Covid-19 quanto pelo acerto do carro, que não foi o ideal

Lewis Hamilton não teve uma classificação tão boa quanto de costume em Abu Dhabi. O piloto com mais poles da história da Fórmula 1 acabou esse sábado (12) atrás tanto de Max Verstappen quanto do companheiro Valtteri Bottas. A explicação para isso talvez seja uma questão clínica: de acordo com o heptacampeão, é necessário recuperar o alto rendimento após uma semana de afastamento por Covid-19.

Hamilton não disputou o GP de Sakhir, tendo testado positivo para a doença dias antes. O britânico só conseguiu entrar no paddock de Abu Dhabi de última hora e não teve a melhor preparação possível.

“Sinceramente, estou muito grato por poder voltar e encerrar essa temporada tão forte que tivemos”, disse Hamilton logo após a pole-position. “Foi um fim de semana difícil, de recuperar o ritmo, mesmo estando só uma semana fora. Eu sofri com o acerto do carro, mas fiz de tudo. Parabéns ao Max. Para ele, é um ótimo jeito de encerrar o ano. Espero que a gente possa incomodar eles amanhã”, seguiu.

Lewis Hamilton não teve vida tão fácil em Abu Dhabi (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Hamilton tenta recuperar na corrida o ritmo que tinha antes da infecção de Covid-19. O britânico vinha de cinco vitórias seguidas antes do afastamento forçado. A estratégia pode ser a maior aliada para isso.

“Você nem sempre larga em primeiro e é isso que torna as coisas empolgantes. Essa é uma pista difícil para ultrapassagens, mas podemos usar a estratégia e vai ser empolgante tentar virar esse jogo. Essa corrida costuma ser de uma parada só. Não acho que serão duas, até porque o pit-lane é longo e todo mundo vai tentar evitar. Veremos”, encerrou.

Apesar do desejo de vencer, não há muito mais em jogo em Abu Dhabi. A Mercedes confirmou o Mundial de Construtores ainda no GP da Emília-Romanha, em outubro. O Mundial de Pilotos, sétimo da carreira, foi decidido a favor do britânico pouco depois, no GP da Turquia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube