6º, Ocon celebra “trabalho fantástico” e revela dificuldade extra na classificação: dores estomacais e na cabeça

A Force India teve mais uma boa classificação em 2017. Esteban Ocon colocou o time em sexto no grid com a punição de Max Verstappen, enquanto Sergio Pérez sai em nono

Esteban Ocon voltou a ter um grande desempenho na temporada 2017. Neste sábado (21), o francês fez da Force India o melhor carro do resto do pelotão e, com a punição de Max Verstappen, vai largar em sexto no GP dos EUA. Para aumentar a dificuldade, o garoto revelou que está sofrendo com dores de cabeça e estomacais.

 
Ocon exaltou a força da equipe que, mais uma vez, ficou na frente das rivais de pelotão intermediário e prometeu que vai descansar para curar os problemas de saúde que vem enfrentando no Texas.
 
"Estou feliz com o resultado que obtivemos hoje. A equipe fez um trabalho fantástico novamente e fomos fortes em todos os treinos. Temos uma boa chance para somar ótimos pontos amanhã. Não foi um dia tranquilo para mim, estava com uma dor de cabeça forte e problemas estomacais, então estou feliz que consegui completar meu trabalho e ter um resultado bom. Agora eu preciso descansar para ter um bom resultado amanhã na corrida", disse.
Esteban Ocon larga em sexto nos EUA (Foto: Force India)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sergio Pérez também se garantiu no Q3, mas não teve bom rendimento, prejudicado com a perda de um jogo de pneus novos ainda no Q1, ao ser atrapalhado por Kevin Magnussen. O mexicano sai em nono na corrida deste domingo.
 
"É um pouco frustrante fechar o Q3 em décimo sabendo que eu tinha ritmo para ser pelo menos sexto ou sétimo. Minha classificação ficou comprometida quando o Magnussen me bloqueou. Isso me custou um jogo extra de pneus no Q1 e fiquei só com um pro Q3. Não vejo a hora de correr amanhã. Espero ter uma boa largada para recuperar o terreno que perdemos hoje", falou.

A largada para o GP dos Estados Unidos está marcada para as 17h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO cobre a etapa texana da F1 ‘in loco’ e AO VIVO e em TEMPO REAL.

RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube