A favor da ‘F1 de saias’, Massa vê exigência física como problema para mulheres em “esporte machista”

Felipe Massa disse que gostaria de ter uma mulher como colega na F1, mas entende que, assim como no tênis ou no futebol, as habilidades físicas talvez separem os gêneros. O piloto da Williams avaliou positivamente algo como a 'F1 de saias' idealizada por Bernie Ecclestone

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Convidado especial do PADDOCK GP, programa de debates do GRANDE PRÊMIO, na última terça-feira (10), Felipe Massa comentou sobre a falta de presença feminina na F1. Com o gancho no anúncio da aposentadoria de Susie Wolff dos cockpits, Massa avaliou que as exigências físicas são uma barreira importante que dificulta a chegada das mulheres à F1 e avaliou como positiva a possibilidade de um campeonato apenas para mulheres.

 
Primeiro, Felipe disse que gostaria que a F1 contemplasse a presença de alguma mulher, apesar de se tratar, sim, de um esporte machista. No entanto, a explicação que conseguiu ver é a das exigências físicas, mais comparáveis, segundo o piloto, ao tênis e futebol do que ao hipismo, onde os dois gêneros competem igualmente.
 
"Não é fácil. Eu gostaria que tivesse uma mulher na F1. Que é um esporte machista, é, mas seria legal ter uma mulher na F1. A única coisa que eu acho é que a F1 é um esporte fisicamente elevado. Se você botar mulher para jogar tênis com os homens, o nível é diferente; se colocar uma mulher para jogar futebol com os homens, também", avaliou o piloto. 
Felipe Massa a favor da F1 de saias (Foto: Williams F1)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Na F1, é um pouco parecido. Hoje em dia, não apareceu uma mulher ainda com o talento para estar na F1 disputando. De repente, tiveram poucas oportunidades, mas ainda não apareceu aquela que todo mundo crava que tem de estar na F1. Mas não sou contra, pelo amor de Deus", afirmou Massa.

 
Quanto a uma competição apenas para mulheres, Felipe se mostrou a favor. 
 
"Eu acho que sim [seria legal]. Tem em todos os esportes, no futebol, no tênis, no basquete, no vôlei. Por que não? Eu sou a favor totalmente", disse. 
 
Quando, no entanto, Bernie Ecclestone sugeriu essa ideia, a maioria das pilotas consultadas se mostraram contrárias. Wolff entre elas.
 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Quer ganhar um super kit do GRANDE PRÊMIO no GP do Brasil de F1? Então participe do 'Traz mais um no GP'.É simples:…

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 12 de novembro de 2015

PADDOCK GP COM FELIPE MASSA: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube