“Acordar cedo é difícil quando carro é ruim”: chefe da Haas admite incômodo com 2019

Guenther Steiner falou de forma exclusiva ao GRANDE PRÊMIO sobre as dificuldades da temporada 2019 e comentou que, como a dificuldade foi tão grande durante o ano, até acordar aos fins de semana foi complicado

O ano de 2019 foi muito complicado para a Haas. De luta para liderar a 'F1 B' em 2018, o time norte-americano passou para a rabeira do pelotão intermediário na temporada seguinte e com gosto. Um ano muito ruim e que fez o chefe Guenther Steiner falar que, quando a situação é tão desesperadora ssim, até acordar fica mais complicado.
 
Steiner falou de maneira exclusiva para o GRANDE PRÊMIO durante o fim de semana do GP do Brasil e comentou sobre a queda brusca da Haas após primeiros anos tão auspiciosos – em 2019, o time teve apenas 28 pontos, mais apenas que a Williams e menos da metade da oitava colocada, a Alfa Romeo. Manteve, entretanto, que tem orgulho do que a equipe conquistou até agora.
 
“Somos ambiciosos, e quando você sente o gosto de uma boa temporada, não quer ver isso. Eu não diria que é depressivo, mas se você vai para uma corrida com um carro bom, você tem energia, todos estão com energia no espírito. Tudo acontece certo", falou. 
Guenther Steiner (Foto: AFP)
"Se o carro é ruim, tudo é mais difícil. É complicado acordar cedo com um carro ruim. Viajamos muito, você fica mais cansado, você sabe que não é bom. Se você sabe que pode lutar, sabe o que está fazendo. Eu quero lutar, quero brigar com os melhores. Não temos as ferramentas para brigar", afirmou. 
 
"Devemos ficar orgulhosos do que fizemos, mas precisamos ter certeza que vamos melhorar no ano que vem. Se isso acabar logo, tenho certeza que podemos focar 100% no próximo ano", citou.
 
A reportagem completa com Steiner está aqui.
 

Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube