Prost se vê “melhor que Senna” na F1 e diz que “não entende motivo de ser subestimado”

Tetracampeão mundial de Fórmula 1, Alain Prost teve a sua carreira marcada pelas disputadas acirradas contra Ayrton Senna que, de acordo com o francês, “nunca o impressionou”

Alain Prost é um dos maiores nomes da história da Fórmula 1. O francês conquistou quatro títulos na categoria máxima do automobilismo e ainda figura na lista dos cinco maiores vencedores de GPs, com 51 triunfos – apenas Lewis Hamilton, Michael Schumacher, Max Verstappen e Sebastian Vettel venceram mais vezes. Mesmo com tanto sucesso, é inegável que o ex-piloto seja principalmente lembrado por causa de suas disputas contra Ayrton Senna, no final dos anos 1980 e início de 1990. Prost lamenta que sua carreira tenha sido “subestimada” desta forma, afirmando que ele era melhor que o brasileiro.

O ‘Professor’ já conhecia o talento de Senna desde os primeiros dias, mas admite que só percebeu o quão bom o tricampeão era quando eles se tornaram companheiros de equipe na McLaren.

Relacionadas


“Foi só em 1988, quando o vi no mesmo carro que eu, que percebi o quão bom ele era”, revelou Prost em entrevista à publicação inglesa Motor Sport Magazine. “Depois do nosso primeiro teste juntos em Ímola, vi que seria difícil [derrotá-lo].”

Antes de dividir garagem com Ayrton, Alain já havia conquistado dois títulos na F1, em 1985 e 1986. Além disso, no início da década, ele competiu ao lado de outros campeões, como Niki Lauda e Keke Rosberg. No entanto, o francês reconheceu que a atmosfera ficou mais complexa quando Senna chegou à equipe de Woking.

Senna e Prost se bateram no GP do Japão de 1989 (Foto: Reprodução)

“Não posso dizer que gostei [de correr com Ayrton] da mesma forma [de quando competi contra outros], não posso mentir. Antes eu gostava de correr, gostava de lutar”, destacou. “Lembro que com o Nelson [Piquet], estávamos saindo de férias juntos no mesmo ano em que estávamos brigando pelo campeonato, em 1983.”

“Keke era inacreditável, um dos meus melhores companheiros de equipe. Todos disseram que no início seria um desastre. Aí quando o Ayrton chegou, a gente atingiu um nível de performance maior e, então, você aproveita um pouco menos. Eu realmente sofri muito”, contou o gaulês.

De acordo com Prost, a personalidade de Senna agradava mais o público e, por isso, ele acabou sendo visto como o ‘lado errado’ do duelo. “Ayrton representava mais brio. Eu era o ‘Professor’, clínico. Ele era ‘místico’, e as pessoas gostavam disso”, explicou.

Apesar de ser reconhecido até hoje como um dos maiores da história, Senna não impressionava seu antigo companheiro da mesma forma. Alain discorda veementemente da percepção de que ele era um piloto inferior em relação ao brasileiro.

“Quando ele me impressionou, devo dizer que foi na classificação, não me lembro exatamente quando. Nunca em condições de corrida. Nunca. Em condições de corrida, na maioria das vezes fui mais rápido”, revelou o tetracampeão.

Com todo o sucesso conquistado na carreira, o ex-piloto de 62 anos lamentou também o fato de não ser lembrado pelos grandes feitos, rotulando suas conquistadas como “subestimadas”.

“Às vezes, me pergunto como vou ser lembrado. Parece uma piada, mas sou completamente subestimado! Eu sei que sou. Eu consigo ver. Não sei por que, mas de certa forma é minha marca”, desabafou. “Parece que vai ser assim para sempre, faz parte da história.”

“Veja meus outros companheiros de equipe: [John] Watson, [René] Arnoux, [EddieCheever, Niki, Keke, Stefan [Johansson], Nigel [Mansell], Jean [Alesi] e Damon [Hill]. Ninguém fala sobre eles. Tive cinco campeões mundiais como companheiros de equipe, então é uma pena”, acrescentou, antes de concluir: “Hoje nós temos as redes sociais e todo mundo está voltando para os vídeos das nossas lutas [contra Senna]. Às vezes eu não entendo. Minha carreira não durou apenas dois ou três anos.”

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.