Albon diz que “sacrificaria 2025” para ver Williams à frente em 2026: “Pensar no futuro”

Alexander Albon disse que a Williams precisa pensar no futuro e em que posição quer estar no grid da Fórmula 1. Caso necessário, tailandês está disposto a sacrificar desempenho de 2025 em prol de uma evolução maior em 2026, no novo conjunto de regras

De vínculo renovado com a Williams para o novo conjunto de regras da Fórmula 1, que entra em vigor em 2026, Alexander Albon admitiu que estaria disposto a sacrificar a temporada de 2025 para ver a equipe inglesa em um patamar diferente na categoria no ano seguinte. Segundo ele, a partir do momento em que os pilotos assinam um contrato longo, o principal pensamento passa a ser o longo prazo no campeonato. Assim, o tailandês quer que o time de James Vowles priorize o futuro.

“Com um longo contrato, você não fica tão focado no curto prazo”, disse Albon. “Você não quer apenas ter sucesso a curto prazo se isso trouxer sofrimento depois. Como equipe, se quisermos estar no topo, precisamos pensar mais sobre o futuro”, analisou.

“Se quisermos estar no pelotão da frente, ainda há coisas que precisamos fazer, grandes mudanças. E isso leva tempo. Eu preferiria bastante sacrificar 2025 para pensar em 2026”, admitiu.

Falando sobre a atual temporada, Albon admitiu que é importante seguir evoluindo o carro para levar o máximo possível de ritmo para o ano que vem. Ainda que a Williams tenha atualizações a caminho, o piloto vê o peso do carro como o principal problema da equipe no momento — algo que não é simples de resolver.

Para 2024, entretanto, Albon vê o peso do carro como o principal problema da Williams (Foto: Williams)

“Em termos de desenvolvimento, ainda é importante [continuar], porque as regras não vão mudar no ano que vem. Então, qualquer ganho que você tem este ano, você leva para 2025. O principal para nós é conseguir atingir objetivos grandes. Essa seria a principal evolução. Se conseguirmos os fundamentos corretos nesse sentido, daremos um grande passo à frente”, destacou.

“Temos atualizações que estão indo bem, mas diria que o principal neste momento está no peso, e não na parte aerodinâmica. Estamos comparando os dois e vendo financeiramente o que faz sentido. Perder peso não é algo barato”, finalizou Albon.

Fórmula 1 volta entre os dias 21 e 23 de junho, em Barcelona, com o GP da Espanha, décima etapa da temporada 2024. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como de todas as provas do ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.