Albon se anima com ritmo de classificação, mas lamenta ter “forçado demais” no final

Apesar do fim de semana promissor até agora, Albon largará atrás de uma McLaren. Culpa dele mesmo por ter forçado demais na última volta do Q3

Alexander Albon largará na quinta colocação no GP de Abu Dhabi. Neste sábado (12), o piloto tailandês fazia bom treino classificatório, mas terminou sendo batido por Lando Norris após uma última tentativa em que se frustrou por ter forçado demais os pneus. Mas o saldo é positivo.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Consistentemente veloz e apenas 0s021 atrás de Lewis Hamilton após as respectivas primeiras voltas no Q3, Albon sabe que deveria ter fechado a segunda fila. Mesmo assim, pelo ritmo que manteve, sentiu-se fortalecido.

“Honestamente, não foi ruim. Senti como se estivesse numa das classificações mais competitivas do meu ano. Fiquei decepcionado com a segunda tentativa, porque parecia tudo muito bem. Forcei demais e os pneus desgastaram”, contou.

Piloto tem futuro indefinido na Red Bull. (Foto: Red Bull Content Pool)

“O carro era bom, todo mundo estava perto. As Mercedes eram tão velozes quanto todo mundo esperava. O fim de semana está bom até agora, precisamos manter o foco e partir para a corrida”, finalizou.

Sem ter forçado demais, o companheiro de Albon, Max Verstappen, parte da primeira pole-position dele em 2020. Valtteri Bottas será o segundo, enquanto Hamilton e Norris formam a fila seguinte.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar