F1

Alfa Romeo pede, e SPM libera Ericsson do GP de Portland para estar em Spa

Por motivos ainda não esclarecidos, a Alfa Romeo pediu que Marcus Ericsson perdesse o GP de Portland para estar no paddock do GP da Bélgica. O site ‘Motorsport.com’ indica temor de que Kimi Räikkönen não consiga participar de atividades em Spa

Grande Prêmio / Redação GP, de Berlim
Marcus Ericsson vai deixar a Indy em segundo plano nesta semana. Um pedido da Alfa Romeo, onde o sueco é piloto reserva, fez a Schmidt Peterson autorizar a ausência no GP de Portland. Por motivos ainda não esclarecidos, a equipe de Fórmula 1 necessita a presença de Ericsson no paddock no fim de semana do GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps.
 
O anúncio veio através da SPM, e não da Alfa Romeo. A equipe americana confirmou a ausência de Ericsson, que tem Conor Daly como substituto.
 
“Após um pedido da Alfa Romeo Racing para que Marcus Ericsson esteja presente no GP da Bélgica de Fórmula 1 deste fim de semana, a Schmidt Peterson Motorsports deu ao Marcus a liberação de seus compromissos no fim de semana da Indy em Portland. Conor Daly vai pilotar o #7 no GP de Portland deste fim de semana”, anunciou a SPM.
 
A presença de Ericsson em Spa indica um temor real na Alfa Romeo de que um dos pilotos titulares, Kimi Räikkönen ou Antonio Giovinazzi, não tenha condições de cumprir com as atividades do GP da Bélgica.
Marcus Ericsson cruza o oceano para estar com a Alfa Romeo (Foto: Indycar)
A revista americana ‘Racer’ afirma que Ericsson vai estar no grid do GP da Bélgica, apesar de não dizer quem precisa ser substituído. O site americano ‘Motorsport.com’, por sua vez, não confirma que Marcus vá de fato ser utilizado. Entretanto, já diz que o piloto com risco de não pilotar é Kimi Räikkönen. O veículo de comunicação diz que há “problemas” com o finlandês, sem entrar em detalhes.
 
A Alfa Romeo, ao menos oficialmente, diz não ter planos para Ericsson no fim de semana. A equipe defende que chamou o sueco apenas por não ter um ‘plano B’ em caso de necessidade.
 
Ericsson competiu na F1 entre 2014 e 2018, defendendo Caterham e Sauber – hoje Alfa Romeo. Após quatro anos de serviços prestados em Hinwil, Marcus fez as malas e foi para a Indy com a SPM. O nórdico é 17º na classificação, tendo como ponto alto o segundo lugar na corrida 2 de Detroit. Mesmo distante da Europa, o piloto já conhece o carro de 2019 da Alfa Romeo, consequência de um teste de pneus em julho.
 
O GP da Bélgica marca o retorno da F1 após as férias de agosto. A etapa de Spa-Francorchamps acontece neste fim de semana, em 1º de setembro.
 

Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.