Chefe da Alfa Romeo promete mais treinos para Ilott e diz que próximo será na França

Callum Ilott deve fazer sua próxima aparição nos treinos da Fórmula 1 pela Alfa Romeo no GP da França em junho. Quem apontou isso foi o chefe Frédéric Vasseur

Na última terça-feira (27), a Alfa Romeo anunciou Callum Ilott como piloto reserva para a temporada 2021 da Fórmula 1 nesta manhã de terça-feira (27). O britânico de 22 anos, que em 2021 conquistou o vice-campeonato da Fórmula 2 como piloto da UNI-Virtuosi, fez sua estreia na categoria principal na primeira sessão de treinos livres para o GP de Portugal, em Portimão, quando substituiu Antonio Giovinazzi no TL1.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ilott terminou em 17º em seu primeiro TL1, 0s425 atrás de Kimi Raikkonen, parceiro de Giovinazzi no Alfa Romeo C41. Com isso, o chefe da Alfa Romeo, Frédéric Vasseur, revelou após a corrida que o próximo treino de Ilott está agendado para o Grande Prêmio da França, em junho.

“Foi o primeiro [treino], ele provavelmente vai pilotar também o carro no TL1 [de novo]. O próximo será a França, provavelmente será muito mais fácil para ele”, disse Vasseur. “Queremos fazer alguns TL1s durante a temporada. Não prestei muita atenção ao primeiro. Foi como um aquecimento.”

“Os próximos dois TL1s serão em pistas que ele também conhece muito melhor. Não vamos queimar as duas ou três primeiras voltas da sessão para testar a pista e será muito mais fácil”, acrescentou.

Callum Ilott participou do TL1 do GP de Portugal (Foto: Alfa Romeo)

A Alfa Romeo costuma servir como campo de testes para jovens pilotos da Ferrari no passado. A equipe deu oportunidades nos treinos a Charles Leclerc em 2017 e Antonio Giovinazzi em 2018, preparando ambos antes de chegarem em tempo integral no ano seguinte.

Mas Vasseur sentiu que Ilott enfrentou uma tarefa mais difícil do que Leclerc ou Giovinazzi com seus esforços de prática, uma vez que, de lá para cá, as sessões foram encurtadas em 30 minutos.

“Se você se lembra do passado, fizemos o mesmo exercício com Charles em 2017. Mesmo com Antonio em 18, sempre foi muito desafiador para eles. Agora, nesta temporada, é ainda mais difícil, porque você tem apenas uma hora”, declarou.

“Antes da sessão, todos pensavam ‘bem, você não tem erros, não tem pressão, não pode pegar leve, mas faça o seu trabalho’. Mas no final, todos estão focados no tempo da volta, eles conhecem perfeitamente a situação. Com certeza você parece estúpido se bater o carro, mas pode parecer estúpido se for muito lento. O exercício é muito, muito difícil”, concluiu.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP de Portugal de F1. Siga tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube