Alonso confessou que recebeu choque nas costas antes de acidente em Barcelona, informa TV italiana

A história de que Fernando Alonso sentiu um choque, e que foi decisivo para causar o acidente no fim dos testes da segunda semana em Barcelona, começa a ganhar fundamento. A Sky Italia informou nesta terça-feira (3) que o espanhol confessou a pessoas próximas ter sentido o impulso nas costas

#GALERIA(5223,89831)
Mais informações começaram a vazar depois que a McLaren confirmou a ausência de Fernando Alonso no GP da Austrália que abre a temporada 2015 da F1. A Sky Italia revelou nesta terça-feira (3) em sua programação que o espanhol disse a pessoas próximas que sentiu um choque segundos antes do acidente nos treinos coletivos em Barcelona.

A TV italiana afirmou que Alonso disse a seu empresário e familiares que sentiu um "grande choque nas costas" quando estava a 215 km/h na curva 3 do circuito catalão naquele domingo, 22 de fevereiro. 

A informação sobre o choque havia sido ventilada no mesmo dia do ocorrido e foi veementemente refutada pela McLaren e seus membros. Alguns fotógrafos que registraram a cena garantem que viram Alonso sem ação no comando do MP4-30. 

IO SONO ALONZZO,
DI MARANELLO

O acidente de Fernando Alonso no fim da segunda semana de treinos coletivos da F1 em Barcelona continua rendendo. Ainda não muito bem explicado, algumas informações começaram a vazar sobre as consequências. E a forte batida na cabeça, que provocou uma concussão no espanhol da McLaren e o deixou três dias no hospital, gerou uma amnésia que o fez falar italiano ao acordar e pensar que ainda era piloto da Ferrari.

Ainda nesta terça-feira, René Arnoux, francês que esteve na categoria entre 1978 e 1989, falou que Alonso teve um problema físico enquanto guiava o carro da McLaren. na apresentação oficial da Ferrari 488 GTB no estande da montadora no Salão de Genebra e não se espantou com a notícia da ausência de Alonso na abertura do campeonato de 2015.

"Ele não vai correr na Austrália, e esta decisão dos médicos não me surpreende: Fernando teve um problema físico quando teve o acidente na segunda sessão de testes em Barcelona", afirmou. "Eu corri na F1 e sei como são as coisas quando se acidenta contra um muro: o contato se deu apenas de um lado, e não é o suficiente para justificar o dano que ele sofreu. Ele deve ter se sentido mal enquanto estava ao volante da MP4-30."

Alonso não vai disputar o GP da Austrália, abertura da temporada 2015 do Mundial de F1, no próximo dia 15 de março, por recomendação médica. O anúncio foi feito pela McLaren na manhã, e o substituto será o dinamarquês Kevin Magnussen. Em um comunicado, a McLaren pela primeira vez admitiu uma lesão do piloto espanhol após o acidente sofrido no dia 22 de fevereiro durante os testes de pré-temporada na Espanha.

O piloto sofreu uma concussão e, devido às recomendações dos médicos, não viajará para Melbourne para aquela que seria sua reestreia na equipe inglesa — ele defendeu o time na temporada 2007, quando foi terceiro no Mundial e venceu quatro GPs.

Choque chocante

Na última sexta-feira (27/2), passou despercebido o que disse Fabrizio Barbazza, ex-piloto da F1 nas temporadas 1991 e 1993, mas que começa a fazer todo o sentido agora. O italiano postou em sua conta no Facebook a seguinte informação: Alonso sofreu um choque de 600 W de potência, teve problemas de visão e passou por uma obstrução temporária de veias do cérebro.

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

COMO CADA UM CHEGA

A pré-temporada da F1 terminou. Foram 12 dias de pista em que as equipes se concentraram em diferentes programas para avaliar os carros com os quais vão disputar a temporada 2015. Agora, restam poucos dias para que tudo seja preparado na fábrica e despachado para Melbourne, na Austrália. O GRANDE PRÊMIO traz um análise equipe por equipe, com as escuderias ordenadas pela quilometragem percorrida, do trabalho realizado na pré-temporada.

UM NOVO DOMÍNIO VEM AÍ

Todos esperavam que a Mercedes se mostrasse rápida nos testes coletivos da pré-temporada, e talvez o time esteja mais rápido do que se acreditava. Quanto mais rápido, só mesmo esperando duas semanas até o GP da Austrália, em Melbourne, quando terá início a grande batalha: ‘Lewis vs. Nico — parte 2’. A F1 pode se preparar para mais um ano de domínio das Flechas Prateadas. A Mercedes tem tudo para vencer a maior parte das corridas com sobras e faturar, assim, os campeonatos de Pilotos e Construtores.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar