Alonso se mostra contente por sétimo lugar na Malásia, cita sorte e diz: “McLaren merecia após meses de sofrimento”

Fernando Alonso ficou satisfeito com o desempenho da McLaren em Sepang, na Malásia. E, ainda que tenha apontado a sorte como parte do resultado, afirmou que a equipe mereceu os pontos conquistados. Com o sétimo posto, Alonso agora é o décimo colocado no Mundial de Construtores

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Fernando Alonso saiu da última colocação do grid na Malásia, neste domingo (2), para a sétima posição na bandeirada final da corrida em Sepang e não escondeu a alegria pelo bom resultado da McLaren, ainda que pese "a sorte" de uma prova de início tumultuado. Com o desempenho, mais uma prova do crescimento técnico do conjunto inglês e motor Honda, o espanhol agora superou Felipe Massa na classificação e entrou no top-10 do Mundial de Pilotos.

 
O bicampeão, que saiu do fundo do pelotão por conta de uma punição de 45 colocações pela troca de componentes de seu motor, afirmou também que o time de Woking mereceu o resultado – o colega Jenson button terminou em nono -, especialmente depois de meses de trabalho duro. "No início da corrida, apenas tentei evitar os acidentes. Havia um carro virado ao contrário, acredito que era Nico Rosberg. Mas conseguimos evitar os acidentes e fomos recuperando posições desde a primeira volta", disse o espanhol ao canal espanhol Movistar F1.
 
"A verdade é que tudo saiu muito bem. Um nono e um décimo seriam resultados muito bons, mas aí decidimos atacar e funcionou desta vez", afirmou o piloto antes de reconhecer que a sorte também teve uma parcela de culpa no resultado. "Nós também tivemos um pouco de sorte com o último safety-car virtual, porque mantivemos a nossa posição e ainda trocamos os pneus", contou.
Fernando Alonso foi o sétimo em Sepang (Foto: McLaren)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Nós ficamos na quinta e na sétima colocações nos dois primeiros treinos livres e foi uma pena essa punição, por isso também merecíamos um pouco mais de sorte, principalmente depois de todos os problemas que tivemos nos últimos meses", acrescentou.

 
Apesar de contente com o desempenho da McLaren, Alonso também evitou comemorar demais e disse que ainda resta um longo caminho pela frente para a equipe inglesa. "O carro teve um ritmo muito bom no fim e conseguimos manter Nico Hülkenberg atrás sem maiores problemas. Mas os seis carros à nossa frente eram inatingíveis. Na verdade, a nossa posição deve ser a nona, porque hoje Sebastian Vettel e Lewis Hamilton tiveram problemas", encerrou.
PADDOCK GP #48 RECEBE DENNIS DIRANI E DISCUTE MOTOGP, STOCK CAR E F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube