Alonso visita sede da McLaren nesta semana para definir futuro e voltar “à normalidade” com luta por vitórias em 2018

Depois que a McLaren confirmou que vai contar com a Renault como nova fornecedora de motores a partir do ano que vem, agora a equipe britânica quer definir de vez sua dupla de pilotos para a próxima temporada. Fernando Alonso vai a Woking, na Inglaterra, nesta semana. Éric Boullier, diretor de corridas da McLaren, disse que faltam apenas detalhes para a renovação

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A novela quanto à definição do futuro de Fernando Alonso na McLaren e na própria F1 está cada vez mais próxima de um desfecho. Ao que tudo indica, com final feliz para equipe e o bicampeão do mundo, ainda mais depois da confirmação da ruptura com a Honda e a nova aliança com a Renault, nova fornecedora de motores do time britânico pelos próximos três anos. Assim, Alonso vai à sede da McLaren em Woking, na Inglaterra, nesta semana, que promete ser decisiva. Em pauta, as tratativas da renovação de contrato.

 
Segundo Éric Boullier, diretor de corridas da McLaren, o clima é de otimismo com os dias que estão por vir. Na visão do engenheiro francês, o acerto com Alonso para 2018 só não foi ainda sacramentado por conta de “pequenos detalhes”, arestas que as duas partes esperam aparar na reunião nesta semana.
Após o GP de Singapura, Fernando Alonso vai a Woking negociar seu futuro com a McLaren (Foto: AFP)
O piloto de 36 anos disse também que não tinha o interesse de fazer um eventual anúncio no último fim de semana, em Singapura, por conta de toda a movimentação ocorrida nos bastidores. Além da oficialização do acordo entre McLaren e Renault, a F1 viu também o nascimento da aliança Toro Rosso-Honda, a confirmação da contratação de Carlos Sainz pela Renault após empréstimo da Red Bull e, por fim, a notícia da renovação de contrato da Force India com Sergio Pérez.
 
“Já houve muitos anúncios neste fim de semana e, depois, estivemos muito concentrados, sobretudo aqui”, comentou o piloto, em fala veiculada pelo site norte-americano ‘Motorsport.com’ antes do GP de Singapura. Depois de espetacular largada, Fernando abandonou após ter sido um dos envolvidos no incidente na largada, fato que definiu os rumos da prova em favor de Lewis Hamilton.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Depois disso, vou para a Inglaterra na próxima semana. Tem o Mundial de Kart. Vou estar no simulador e vai ser um momento melhor para discutir o futuro e outras coisas que vão acontecer. Precisamos encaixar tudo”, disse. O piloto deixou claro que quer saber os planos da Renault no projeto com a McLaren antes de definir seu futuro na equipe para 2018.

 
Tudo o que Alonso quer é voltar a lutar por vitórias e voltar ao cotidiano da carreira de um piloto do seu quilate. “Mas acho que ainda é algo bem distante porque não sei nem o que vou fazer, mas o objetivo é, como disse sempre, estar no pódio e lutar por vitórias. Essas são coisas que fiz durante os 13 anos da minha carreira, de modo que, como disse, quero voltar à normalidade”, finalizou.
ALONSO SEM HONDA EM 2018?

É CAPAZ DE A TORO ROSSO IR BEM E A RENAULT FALHAR NA MCLAREN 

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube