Animado com performance no Japão, Bottas afirma que Williams “pode estar mais próxima” da Mercedes na Rússia

Animado com a performance em Suzuka, Valtteri Bottas avaliou que a Williams pode andar ainda mais próxima da Mercedes na Rússia. Finlandês destacou que o traçado de Sochi é bom para o carro de Grove

Valtteri Bottas acredita que a Williams pode andar mais próxima da Mercedes neste fim de semana no GP da Rússia. Na visão do finlandês, a equipe de Grove conseguiu se aproximar do time de Lewis Hamilton e Nico Rosberg no Japão e deve estar ainda mais perto em Sochi.
 
Em Cingapura, por conta dos problemas enfrentados pela Mercedes com os pneus macios e supermacios, Bottas conseguiu pressionar Rosberg na luta pela quarta colocação. Em Suzuka, Valtteri se classificou a menos de 0s5 do tempo da pole.
Valtteri Bottas acredita que a Williams vai andar próxima da Mercedes em Sochi (Foto: AP)
“Nós tivemos um bom resultado no ano passado na Rússia, então nós estamos esperado outro fim de semana forte e uma boa coleção de pontos”, disse Bottas. “Agora nós todos conhecemos a pista e ela tem um fluxo realmente bom, com longas retas, o que é bom para o nosso carro”, seguiu.
 
 “Os fãs foram bem passionais no ano passado, então estamos ansiosos para dar outro show para eles”, declarou. “Em termos de ritmo, nós estávamos mais próximos da Mercedes no Japão e acho que podemos estar próximos outra vez em Sochi, assim como em 2014”, completou.
 
Chefe de performance da Williams, Rob Smedley afirmou que a equipe tem um objetivo bastante claro para a temporada: garantir a terceira colocação no Mundial de Construtores. O time de Felipe Massa e Bottas tem hoje o terceiro posto, com 69 pontos de vantagem para a Red Bull, a quarta colocada.
 
“Os objetivos para o campeonato são bastante claros. Nós miramos reduzir o atraso para os times da frente, ampliar a vantagem para os que estão atrás e nós esperamos atingir ainda mais esses objetivos na Rússia”, listou. “As instalações em Sochi são excelentes considerando que é uma pista nova e nós esperamos outra boa corrida, com muitas ultrapassagens como no ano passado”, seguiu.
 
“A pista tem algumas retas rápidas e curvas de baixa velocidade, então a relação de downforce precisa ser correta”, ponderou. “Sochi é um circuito bom para o nosso carro, com alta potência e sensibilidade de arrasto aerodinâmico. Nós conseguimos ter um bom fim de semana no ano passado em termos de performance e queremos construir a partir disso”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube